sicnot

Perfil

Arábia Saudita-Irão

Arábia Saudita-Irão

Arábia Saudita-Irão

Preço do petróleo sobe na Ásia após corte de relações entre Arábia Saudita e Irão

Os preços do petróleo subiram esta segunda-feira na Ásia, depois do corte de relações diplomáticas entre a Arábia Saudita e o Irão.

O petróleo começou, assim, o ano em recuperação, com os mercados asiáticos a reagirem a receios de que as tensões geopolíticas no Médio Oriente possam ameaçar o fornecimento de petróleo. (Arquivo)

O petróleo começou, assim, o ano em recuperação, com os mercados asiáticos a reagirem a receios de que as tensões geopolíticas no Médio Oriente possam ameaçar o fornecimento de petróleo. (Arquivo)

© Tom Mihalek / Reuters

Esta madrugada, o índice do barril de referência dos Estados Unidos, para entrega em fevereiro, subia 1,30 por cento, enquanto o barril de Brent valorizava 1,64 por cento.

O petróleo começou, assim, o ano em recuperação, com os mercados asiáticos a reagirem a receios de que as tensões geopolíticas no Médio Oriente possam ameaçar o fornecimento de petróleo.

  • "Se me pergunta se estou de consciência tranquila, estou"
    2:13

    País

    O ministro Vieira da Silva assegura que aguarda com tranquilidade que a investigação em curso esclareça as alegadas irregularidades na associação Raríssimas. Alguns mecenas estão já a suspender o apoio, na sequência do escândalo que já levou a duas demissões. 

  • Novo regime dos recibos verdes "acaba com as injustiças dos escalões"
    1:10
  • Brinquedos tecnológicos para oferecer no Natal
    5:33
  • Aniversário de Marcelo passado nas comemorações dos 700 anos da Marinha
    1:45

    País

    O Presidente da República defende que é preciso continuar a investir na Armada, nas pessoas, nas capacidades e no apoio de retaguarda. No dia em que fez 69 anos, Marcelo Rebelo de Sousa esteve nas comemorações dos 700 da Marinha, onde sublinhou os sete séculos de conquistas e de combates navais.

  • Costa anuncia reunião sobre neutralidade carbónica em fevereiro
    2:03

    País

    O Presidente francês defende que é preciso ir mais longe e mais rápido na luta contra as alteração climáticas, numa resposta à decisão de Donald Trump de retirar os EUA do Acordo de Paris. Em fevereiro, será a vez de Portugal organizar uma reunião sobre energia e transportes.