sicnot

Perfil

Arábia Saudita-Irão

Arábia Saudita-Irão

Arábia Saudita-Irão

Número de execuções na Arábia Saudita sobe para 84 desde o início do ano

Dois cidadãos sauditas, condenados à morte em dois casos de homicídio, foram hoje decapitados com um sabre perto de Riade, elevando para 84 o número de execuções na Arábia Saudita desde o início deste ano.

© Rebecca Cook / Reuters

O primeiro, Baddah al-Dussari, foi considerado culpado da morte de um compatriota, que matou esmagando-o sob as rodas da sua viatura após uma discussão, anunciou o ministério do Interior em comunicado.

Noutro caso, Mansur al-Azuri foi executado depois de ter sido considerado culpado de esfaquear até à morte outro cidadão saudita após uma disputa, de acordo com um segundo comunicado do ministério, citado pela agência noticiosa oficial Spa.

As duas decapitações elevam para 84 o número de execuções na Arábia Saudita desde o início do ano, segundo uma contagem da agência de notícias francesa AFP a partir de anúncios oficiais sauditas.

A 2 de janeiro, num só dia, foram executadas por terrorismo 47 pessoas, entre as quais o dignitário e opositor xiita saudita Nimr al-Nimr, cuja morte provocou uma crise diplomática com o Irão.

Em 2015, 153 pessoas foram executadas na Arábia Saudita, um número nunca igualado em 20 anos no reino ultraconservador que se rege por uma interpretação à letra da lei islâmica.

As autoridades sauditas invocam a dissuasão para justificar a pena de morte em casos de terrorismo, assassínio, violação, assalto à mão armada e tráfico de droga.

Organizações de defesa dos direitos humanos denunciam e condenam regularmente tais execuções.

Lusa

  • "Sempre nos disseram que bastava o Aves ganhar para estar na Liga Europa"
    0:34

    Desporto

    O Presidente da SAD do Desportivo das Aves garante que não houve esquecimento ou atraso na inscrição do clube na Liga Europa. Luiz Andrade afirma que sempre lhe disseram que bastava vencer a Taça de Portugal para marcar presença na competição e que ainda não sabe se o clube pode ou não jogar a fase de grupos da competição europeia.

  • "Fui violada por Harvey Weinstein aqui em Cannes"
    1:02

    Cultura

    A cerimónia de encerramento do Festival de Cinema de Cannes ficou ainda marcada pelo discurso de Asia Argento. A atriz italiana que acusou Harvey Weinstein de a ter violado justamente numa das edições do festival de Cannes, e que há mais abusadores à solta.

  • As primeiras imagens das quatro crias da lince Malva
    0:20
  • Exército sírio declara Damasco "totalmente segura"

    Mundo

    O exército sírio proclamou esta segunda-feira a capital Damasco e também os arredores, como locais "totalmente seguros". O anúncio foi feito em clima de festa, depois de os militares terem reconquistado os bairros do sul da cidade, até agora nas mãos do Daesh.