sicnot

Perfil

Assalto em Tancos

Jerónimo de Sousa acusa PSD e CDS no assalto em Tancos

Jerónimo de Sousa acusa PSD e CDS no assalto em Tancos

O secretário-geral do PCP acusou o PSD e o CDS de terem contribuído para as falhas que levaram ao roubo de armamento militar em Tancos. Jerónimo de Sousa diz que o Governo anterior foi responsável por políticas contrárias ao interesse nacional.

  • Pedro Nuno Santos diz que Governo está a passar por momento mais difícil de sempre
    1:25

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Pedro Nuno Santos diz que as demissões de ministros não resolvem os problemas. Numa entrevista à Rádio Renascença e ao jornal Público, o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares responde assim às críticas da oposição. Admite que o Governo está a passar pelo momento mais difícil de sempre mas considera que as férias do primeiro-ministro não representam um problema.

  • Não houve diligências no terreno após denúncia sobre risco de assalto a instalações militares
    1:53

    Assalto em Tancos

    A Procuradoria-Geral da República foi avisada de que havia risco de assaltos a instalações militares. Apesar de ter sido aberta há vários meses uma investigação, não chegou a haver diligências no terreno. As portas arrombadas dos paióis de Tancos não eram blindadas e a rede exterior tinha dois buracos. Este problema já tinha cabimento orçamental a 24 de março, mas o ok de Azeredo Lopes só foi dado dois meses depois, a 5 de junho. Em comunicado, o Ministério da Defesa esclareceu que este tempo serviu para atestar que as regras de contratação cumpriam a lei.

  • Presidente da IPSS "O Sonho" garante que vai demitir-se
    0:57

    País

    A PJ de Setúbal fez esta sexta-feira buscas em três instituições de solidariedade social e em casas particulares ligadas à IPSS "O Sonho", por suspeitas de peculato de uso, fraude na obtenção de subsídios e falsificação de documentos. O presidente da associação nega as suspeitas e diz que está de "consciência tranquila". Florival Cardoso, que é o principal visado na investigação, fala sobre uma "caça às bruxas" e garante que vai demitir-se, porque considera que está a ser cometida uma "enorme injustiça".

  • "Situação humanitária dos civis em Ghouta é aterradora"
    0:49

    Mundo

    O enviado especial da ONU para a Síria lançou esta sexta-feira um novo apelo a um cessar-fogo. O responsável está particularmente preocupado com a situação da população civil e diz que é preciso evitar que se repita em Ghouta o que se passou em Alepo.

  • Instantes de uma noite de futebol europeu
    0:41
  • Não dá mais, Brasil!
    18:00