sicnot

Perfil

Assalto em Tancos

Assalto em Tancos

Assalto em Tancos

Assalto em Tancos "representou um soco no estômago"

MIGUEL A. LOPES

O chefe de Estado-Maior General das Forças Armadas (CEMGFA) afirmou esta terça-feira que o roubo em Tancos "representou um soco no estômago", mas adiantou que o material militar furtado está avaliado em apenas 34 mil euros.

Artur Pina Monteiro falava em São Bento no final de uma reunião com o primeiro-ministro, António Costa, na qual estiveram também presentes os chefes dos três ramos das Forças Armadas e o ministro da Defesa, Azeredo Lopes.

Para o CEMGFA, que falou antes do primeiro-ministro, o roubo de material militar em Tancos constituiu "um soco no estômago" para as Forças Armadas, mas salientou que a seguir a instituição militar "levantou a cabeça".

Lusa