sicnot

Perfil

Ataque em Berlim

Donald Trump diz que atentado de Berlim é ataque "contra a humanidade"

© Carlos Barria / Reuters

O ataque de segunda-feira contra um mercado de Natal em Berlim, Alemanha, é um "atentado contra a humanidade", disse esta quarta-feira o Presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump.

"Terrível. O que se passou é terrível", disse Donald Trump.

Donald Trump falava aos jornalistas num clube de luxo em Palm Beach, Flórida, onde vai passar o final do ano.

"É um atentado contra a humanidade. Isso é o que é. Um ataque contra a humanidade e isso deve acabar", afirmou.

Questionado pelos jornalistas se o ataque em Berlim o levou a reavaliar o apelo feito durante a campanha eleitoral para proibir temporariamente a imigração muçulmana nos Estados Unidos, Donald Trump limitou-se a afirmar: "Ficou provado que estava certo".

Na segunda-feira, um camião irrompeu num mercado de Natal no centro de Berlim, Alemanha, provocando a morte a 12 pessoas e quase 50 feridos.

No mesmo dia, Donald Trump, numa reação na rede social Twitter, acusou o grupo extremista Estado Islâmico e outros terroristas de "matarem continuamente cristãos".

Lusa

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Milhares de brasileiros protestam na Praia de Copacabana contra Temer
    3:04
  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40
  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.