sicnot

Perfil

Ataque em Berlim

Libertado tunisino suspeito de ter ligações com presumível autor do ataque em Berlim

© Hannibal Hanschke / Reuters

As autoridades alemãs libertaram esta quinta-feira um tunisino de 40 anos que foi detido na quarta-feira por suspeita de ter ligações com Anis Amri, o presumível autor do atentado com um camião num mercado de Natal em Berlim.

A libertação foi decretada pelo Ministério Público berlinense após ter sido verificado que não existia uma relação entre os dois indivíduos.

Uma porta-voz do Ministério Público informou esta quinta-feira ainda que, de acordo com as investigações em curso, Anis Amri passou efetivamente pela Holanda e por França, antes de chegar a Itália, onde foi abatido a tiro por uma patrulha da Polícia de Milão, durante uma operação de rotina de controlo.

O tunisino foi detido na quarta-feira de manhã depois de a polícia federal ter feito buscas na sua casa e no local de trabalho.

"O falecido suspeito Anis Amri tinha gravado o número de telemóvel deste cidadão da Tunísia, de 40 anos. As investigações indicam que ele pode ter estado envolvido no ataque", disse na altura o gabinete do procurador responsável pelo caso num comunicado, citado pela agência noticiosa norte-americana Associated Press.

No dia 19 de dezembro, um camião conduzido presumivelmente por Anis Amri, também ele tunisino, abalroou um mercado de Natal no centro de Berlim, matando 12 pessoas e ferindo 48.

No dia seguinte, o Daesh reivindicou o atentado.

Com Lusa

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Guterres apela à Coreia do Norte para cumprir resoluções

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, apelou este sábado ao ministro do Exterior da Coreia do Norte, Ri Yong Ho, para o cumprimento das resoluções que o Conselho de Segurança impôs ao país em resposta à sua escalada armada.

  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.