sicnot

Perfil

Ataque em Manchester

Abedi fabricou "sozinho" a bomba que fez explodir em Manchester  

Imagens de videovigilância momentos antes de Salman Abedi accionar a bomba.

Greater Manchester Police

O suspeito da autoria do atentado suicida em Manchester fabricou "sozinho" a bomba que fez explodir após o concerto de Ariana Grande. De acordo com a polícia britânica, Salman Abedi comprou a maioria dos componentes necessários para fabricar o engenho explosivo que matou 22 pessoas e feriu mais de 70, na maioria adolescentes que assistiam ao concerto na Manchester Arena.

A maioria das deslocações e ações de Salman Abedi nos quatros dias que anteciparam o ataque indicam que "realizou sozinho" a tarefa de fabricar a bomba, indicou à BBC Russ Jackson, responsável da unidade de combate ao terrorismo.

Os três indivíduos que foram detidos esta terça-feira por suspeita de licações ao atentado de Manchester já foram libertados, sem qualquer acusação.

Russ Jackson referiu também que as investigações mais recentes se centraram nos últimos movimentos de Abedi.

A polícia pesquisou as imagens do jovem obtidas através de alguns sistemas de videovigilância, nomeadamente em lojas onde se deslocou, bem como chamadas telefónicas que fez nos dias antes do ataque suicida.

As autoridades consideram de "vital importância" que se tenha a certeza que este atentado tenha sido planeado e realizado apenas por Abedi, excluindo a possíbilidade de ter contado com uma rede de apoio na organização do ataque terrorista.

No total, 16 pessoas foram detidas no âmbito da investigação ao atentado de 22 de maio. Cinco foram entretanto libertadas sem acusação, 11 continuam sob custódia.

  • A casa dos horrores
    7:57
  • PGR e presidente do Supremo deixam recado à ministra da Justiça
    2:45

    País

    Durante a abertura do ano judicial, a Procuradora-Geral da República e o presidente do Supremo Tribunal aproveitaram para deixar um recado à ministra da Justiça: é urgente aprovar o novo estatuto de juízes e magistrados. O presidente do Supremo diz que é injusta a má imagem da Justiça e pediu contenção aos magistrados.

  • Rui Rio tem sentido "alguma turbulência" no PSD
    2:01

    País

    Rui Rio e Pedro Passos Coelho tiveram esta quinta-feira a primeira reunião, desde que foi eleito o novo líder do PSD. À saída, Passos Coelho desejou que esta transição decorra com naturalidade. Já Rui Rio disse que tem sentido alguma turbulência no partido.

  • Sindicatos rejeitam fim das baixas médicas até três dias
    2:02

    País

    A CGTP quer levar o tema das baixas médicas à Concertação Social, já a UGT diz que há outras matérias prioritárias. Ainda assim as duas centrais sindicais lembram que a não justificação de faltas pode dar origem a um despedimento por justa causa. Esta quinta-feira o bastonário da Ordem dos Médicos propôs ao Governo que acabe com as baixas de curta duração, até três dias.

  • Papa interrompe percurso no Chile para ajudar polícia
    0:21
  • "Mundo à Vista" no Gana
    7:38