sicnot

Perfil

Ataque em Munique

Ataque em Munique

Ataque em Munique

Autor de tiroteio em Munique era alemão-iraniano e tinha 18 anos

O autor do tiroteio do centro comercial de Munique era um alemão-iraniano de 18 anos, cuja motivação era ainda desconhecida, informou hoje a polícia.

MATTHIAS BALK

"O autor é um alemão-iraniano de 18 anos de Munique", que não era conhecido dos serviços da polícia, disse o chefe da polícia Hunertus Andra, em conferência de imprensa.

"O motivo ou a explicação para este crime é totalmente desconhecido", acrescentou.

A polícia confirma um total de dez vítimas mortais, incluindo o agressor, que se terá suicidado.

Segundo as investigações em curso, o atacante não tinha antecedentes criminais e vivia em Munique há vários anos.

O atacante, cujo cadáver foi encontrado a aproximadamente um quilómetro do local do tiroteio com sinais de que se terá suicidado, estava armado com uma pistola.

Lusa

  • Dez mortos em tiroteio na Alemanha

    Ataque em Munique

    A polícia alemã foi chamada a intervir num centro comercial em Munique, no sul da Alemanha, após informações sobre uma troca de tiros. O atirador surge num vídeo amador a gritar que é alemão e a dizer "malditos turcos". As autoridades dizem que não há indícios de um ataque islâmico e confirmam que há 10 mortos e 16 feridos. Uma das vítimas mortais tinha 15 anos. Cem testemunhas foram ouvidas pelas autoridades. Foi declarado estado de emergência em Munique.

  • Atirador é um dos 10 mortos em Munique

    Mundo

    A polícia de Munique confirma que um dos atacantes é um dos dez mortos. Foi a cerca de um quilómetro do centro comercial que o corpo foi encontrado, esta noite, pelas autoridades. De imediato, muitos meios concentraram-se nesta zona da cidade para recolher o cadáver deste homem e também para investigar a mochila que tinha consigo. Trata-se de uma mochila vermelha, tal como tinha sido identificado o atacante por testemunhas no restaurante McDonalds. A polícia usou um robot para analisar a mochila.

  • Presidente do Tondela diz que clube foi humilhado
    1:26

    Desporto

    O presidente do Tondela participou esta segunda-feira na conferência de imprensa após o jogo da 23.ª jornada da I Liga com o Sporting. Gilberto Coimbra criticou o árbitro do encontro João Capela, e diz que o tempo de compensação dado a mais foi por uma falta que não foi assinalada sobre um jogador do Tondela, Bruno Monteiro.

  • Último golo do Sporting ao Tondela "é legal e limpinho" 
    0:41

    Desporto

    Jorge Jesus entende que a vitória desta segunda-feira do Sporting frente ao Tondela não merece contestação e destaca o facto de o árbitro ter avisado os jogadores que iria prolongar o tempo extra. Para o treinador dos leões, o golo no minuto 99' é legal. 

  • Deputados pedem medidas urgentes para travar exploração de urânio junto à fronteira
    3:06

    País

    Um projeto de exploração de urânio no município de Retortilho em Salamanca, a cerca de 40 quilómetros da fronteira portuguesa, está a causar preocupação nos dois países. Portugueses e espanhóis temem o risco de contaminação por via aérea e fluvial. Deputados portugueses visitaram o local, onde pediram medidas firmas e urgentes ao Governo para travar o projeto. As autoridades de Espanha não acionaram o mecanismo de avaliação ambiental partilhada.

  • Mulher enterrada viva no Brasil
    1:13

    Mundo

    Uma mulher de 37 anos terá sido enterrada viva no oeste da Bahia, no Brasil. A certidão de óbito aponta um choque séptico como a causa da morte, mas os ferimentos com que foi encontrada no interior do caixão indicam um possível erro. Os moradores de casas vizinhas do cemitério municipal onde Rosângela dos Santos foi enterrada ouviram gritos vindos do túmulo.

  • "Os Estados Unidos são uma sociedade de pistoleiros"
    3:47
  • Trump desafia Oprah a candidatar-se para ser derrotada

    Mundo

    Apesar de Oprah Winfrey ter excluído uma eventual candidatura às eleições presidenciais dos Estados Unidos da América, Donald Trump ainda não se esqueceu dos rumores e desafiou a apresentadora a candidatar-se em 2020. Através do Twitter, o Presidente norte-americano disse ainda que assim poderia ser "exposta e derrotada como todos os outros".

    SIC