sicnot

Perfil

Ataque em Munique

Ataque em Munique

Ataque em Munique

Amigo do atirador de Munique detido

Um jovem afegão de 16 anos, amigo do atirador que matou nove pessoas na sexta-feira, em Munique, na Alemanha, foi detido hoje por suspeitas de conhecer os planos do ataque, anunciou a polícia local.

"Suspeitamos que este rapaz de 16 anos pode ter sabido do plano", disse a polícia do estado da Baviera num comunicado.

Trata-se da primeira detenção nesta investigação da polícia, na sequência do tiroteio levado a cabo por um alemão-iraniano de 18 anos que se suicidou após os disparos que também provocaram 27 feridos.

O atirador tinha em casa documentação sobre outros episódios de caos do género, e chegou a visitar um dos locais deste tipo de tragédias.

O ministro do Interior da Baviera, Joachim Herrmann, confirmou hoje, em declarações à emissora regional BR, a obsessão do jovem de 18 anos, "há muito tempo", por este tipo de matanças sangrentas, como a protagonizada pelo norueguês Anders Behring Breivik.

O rapaz, que se suicidou depois de protagonizar um tiroteio num centro comercial em Munique, visitou a localidade de Winnenden, no sudoeste da Alemanha, onde um outro jovem de 17 anos, Tim Kretschmer, assassinou 15 pessoas do seu antigo colégio em 2009.

O ministro explicou que o rapaz alemão-iraniano visitou, há cerca de um ano ou dois, a localidade de Winnenden.

O autor do tiroteio em Munique teria descarregado da internet textos sobre Breivik, que há cinco anos realizou um duplo atentado que resultou em 77 mortes na Noruega.

A procuradoria alemã informou hoje que o jovem de 18 anos estava em tratamento psiquiátrico por ansiedade e depressão e tinha medicamentos em casa, mas ainda não se sabe se estava a tomá-los.

O autor do ataque de Munique não teria escolhido as suas vítimas, declarou o procurador chefe Thomas Steinkraus-Koch.

O jovem estaria a preparar o ataque desde há um ano, afirmou hoje também o chefe do escritório de investigação criminal da Bavária, Robert Heimberger.

Heimberger disse ainda que o pai do rapaz responsável pelo tiroteio em Munique reconheceu o filho pelas imagens divulgadas na internet e avisou as autoridades.

Lusa

  • Mais de 1600 ações de fiscalizações a IPSS em dois anos
    1:05

    Expresso da Meia Noite

    Nos últimos dois anos, o Estado efetuou mais de 1600 ações de fiscalização a Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) das quais resultaram mais de 70 destituições e 80 participações ao Ministério Público (MP). Os números foram avançados pela secretária de Estado da Segurança Social, Cláudia Joaquim, no programa Expresso da Meia-noite, na SIC Notícias.

  • Bombeiro ferido nos fogos de Pedrógão Grande regressou a casa
    2:33

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Seis meses depois dos incêndios de Pedrógão Grande, regressou a casa o último dos bombeiros de Castanheira de Pera que estava internado desde junho. Rui Rosinha esteve em coma mais de dois meses e tem ainda pela frente uma longa recuperação. O bombeiro não quer que o país esqueça o que aconteceu e espera que as duas tragédias deste ano (fogos de junho e outubro) sirvam de lição para o futuro.

  • Pedrógão Grande, seis meses depois - documentário Expresso
    0:29
  • Frio no fim de semana, regiões do interior podem chegar aos -5 °C
    1:23
  • Ilhas Selvagens são um tesouro no Atlântico que é preciso preservar
    2:33