sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Primeiro-ministro britânico mostra-se chocado com ataques em Paris

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, afirmou esta sexta-feira estar "chocado" com os múltiplos ataques registados em Paris, que provocaram pelo menos 18 mortos.

© Christian Hartmann / Reuters

"Estou chocado com os acontecimentos de hoje em Paris. Os nossos pensamentos e orações estão com o povo francês. Faremos o que for preciso para ajudar", escreveu o primeiro-ministro britânico no Twitter.

Os ataques ocorridos hoje em Paris provocaram pelo menos 40 mortos e vários feridos, segundo fontes policiais.

A polícia adiantou que existe uma situação de tomada de reféns na sala de espetáculos Bataclan, no 10º bairro de Paris, na avenida Voltaire (a capital francesa está dividida em 20 bairros).

O primeiro balanço da prefeitura da polícia de Paris indica que três pessoas foram mortas nas explosões verificadas na zona do Estádio da França, nos arredores, onde decorria o jogo particular de futebol França-Alemanha, e 15 no Bataclan.

O Presidente francês, François Hollande, está reunido com o primeiro-ministro, Manuel Valls, e o titular do Interior, Bernard Cazeneuve, para fazer um balanço sobre os tiroteios e explosões em Paris.

  • Os números das eleições francesas
    0:50

    Eleições França 2017

    Os resultados definitivos mostram que Emmanuel Macron obteve 24% dos votos, na primeira volta das eleições francesas. Ficou quase três pontos à frente de Marine Le Pen, que conseguiu 21,3%. Os números oficiais, publicados pelo Ministério do Interior, dão ainda conta da taxa de abstenção: 22,2%, um ligeiro aumento face à primeira volta das presidenciais de 2012.

  • ASAE encerra em média um restaurante por dia
    1:33
  • Grupo de brasileiros em assalto milionário no Paraguai
    1:24