sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

União Europeia "profundamente chocada" com ataques em Paris

Os presidentes do Conselho Europeu, Donald Tusk, da Comissão Europeia, Jean-Claude Junker, e do Parlamento Europeu, Martin Schulz, afirmaram hoje estar profundamente horrorizados com os ataques de Paris, que provocaram pelo menos 40 mortos.

© Philippe Wojazer / Reuters

"Estou horrorizado com os acontecimentos de Paris. Toda a minha solidariedade e condolências com os franceses e as autoridades francesas", escreveu Tusk na sua conta no Twitter.

Jean-Claude Junker afirmou estar "profundamente horrorizado" com os acontecimentos e expressou solidariedade com o povo francês.

"Terríveis notícias chegam de Paris. Os nossos pensamentos estão com as famílias das vítimas e o nosso apoio com as autoridades", indicou também no Twitter Martin Schulz.

Vários tiroteios no centro de Paris e três explosões junto ao Estádio de França, que autoridades pensam ter sido ataques suicidas, provocaram pelo menos 40 mortos e 50 feridos em estado crítico.

Lusa

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.