sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

União Europeia "profundamente chocada" com ataques em Paris

Os presidentes do Conselho Europeu, Donald Tusk, da Comissão Europeia, Jean-Claude Junker, e do Parlamento Europeu, Martin Schulz, afirmaram hoje estar profundamente horrorizados com os ataques de Paris, que provocaram pelo menos 40 mortos.

© Philippe Wojazer / Reuters

"Estou horrorizado com os acontecimentos de Paris. Toda a minha solidariedade e condolências com os franceses e as autoridades francesas", escreveu Tusk na sua conta no Twitter.

Jean-Claude Junker afirmou estar "profundamente horrorizado" com os acontecimentos e expressou solidariedade com o povo francês.

"Terríveis notícias chegam de Paris. Os nossos pensamentos estão com as famílias das vítimas e o nosso apoio com as autoridades", indicou também no Twitter Martin Schulz.

Vários tiroteios no centro de Paris e três explosões junto ao Estádio de França, que autoridades pensam ter sido ataques suicidas, provocaram pelo menos 40 mortos e 50 feridos em estado crítico.

Lusa

  • 81 deslocados em Mação devido ao fogo
    2:46
  • Alcongosta ficou sem água, luz e telecomunicações
    2:28

    País

    O incêndio na Serra da Gardunha está dominado, mas as aldeias que estiveram rodeadas pelo fogo ainda não regressaram à normalidade. Falta água, luz e telecomunicações no sopé de uma mancha enorme de terra queimada. O fogo destruiu ainda uma floresta na Serra da Gardunha e um antigo colégio.

  • Detida no Brasil portuguesa acusada de várias burlas nos últimos 20 anos
    3:04
  • GNR resgata 45 sírios no mar Egeu
    2:28

    Crise Migratória na Europa

    A Guarda Nacional Republicana já resgatou quase 300 migrantes no mar Egeu, ao largo da Grécia, desde o início de maio. Esta quarta-feira de madrugada, os militares salvaram 45 sírios que tentavam chegar à Grécia numa embarcação de borracha.