sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Líder parlamentar do BE, em Paris, diz que ataques mostram "o pior da humanidade"

O líder parlamentar do BE, que se encontra em Paris, disse este sábado à Lusa que os ataques registados sexta-feira à noite "demonstram o pior que a humanidade tem e exigem o melhor que a humanidade pode dar".

Lusa

Pedro Filipe Soares encontra-se em Paris para assistir à Cimeira por um Plano B na Europa, juntamente com os dirigentes bloquistas Joana Mortágua e Luís Fazenda.

"Estado de emergência decretado em França e fronteiras fechadas. O coração de Paris foi atacado. Em Paris, solidário com a França", escreveu o deputado do Bloco, há cerca de duas horas na rede social Twitter.

Contactado pela Lusa, Pedro Filipe Soares relatou que estava em casa de familiares, no centro de Paris, e percebeu o que estava a acontecer pelas notícias.

"Começaram a chover alertas nos telemóveis das pessoas e minutos depois ouvimos sirenes a passar e depois foi a consternação geral instalada", descreveu.

O líder parlamentar do BE disse que escreveu no Twitter o que lhe vai na alma: "Os assassinos procuram impor o medo e o ódio. A consternação tem de ser ultrapassada pela solidariedade, não pela vingança (...) Nas imagens das TVs, nas ruas desertas ou nas sirenes que se ouvem, o medo e o ódio espreitam. Não os podemos deixar vencer", referiu, em dois 'posts' distintos.

"Momentos como este confrontam-nos com o pior que a humanidade tem e exigem o melhor que a humanidade nos pode dar", resumiu à Lusa.

O dirigente do Bloco deveria regressar na segunda-feira a Lisboa. No entanto, foi decretado o encerramento das fronteiras.

"Vamos aguardar e ver o que se passará nos próximos dias", disse.

Vários ataques registados sexta-feira à noite, em Paris, provocaram a morte de mais de uma centena de pessoas, segundo fontes policiais.

O Presidente francês, François Hollande, já anunciou o estado de emergência e o encerramento das fronteiras de França na sequência do que classificou de "ataques terroristas sem precedentes" no país.

Lusa

  • Roger Moore, o ator que foi 007 e um Santo
    1:26

    Cultura

    Morreu Roger Moore. O ator britânico tinha 89 anos e morreu na Suíça, vítima de cancro. Ficou conhecido pelo mítico papel de James Bond entre os anos 70 e 80, tendo sido o ator que mais tempo se manteve no papel. Em 2003, foi condecorado pela rainha Isabel II e tornou-se Sir Roger Moore.

  • Ucrânia limita utilização do russo na televisão

    Mundo

    O Parlamento da Ucrânia aprovou esta terça-feira uma lei que determina que três quartos dos programas televisivos dos canais nacionais devem ser transmitidos em ucraniano, medida que visa limitar o uso da língua russa naquele país.