sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Mais de 120 mortos nos ataques em Paris

Mais de 120 pessoas morreram, entre os quais quatro terroristas, nos ataques perpetrados sexta-feira à noite no centro de Paris e nas imediações do Estádio de França, informaram as autoridades francesas.

© Christian Hartmann / Reuters

O Presidente francês, François Hollande, deslocou-se à sala de espetáculos Bataclan, onde houve tomada de reféns e dezenas de pessoas foram mortas.

Acompanharam o chefe de Estado francês, o primeiro-ministro, Manuel Valls, e os titulares das pastas do Interior, Bernard Cazeneuve, e da Justiça, Christiane Taubira.

Segundo fonte policiais, três suspeitos de serem responsáveis pelo ataque ao Bataclan foram mortos durante o assalto feito pela polícia para libertar os reféns.

Outra pessoa, descrita como um bombista suicida, morreu numa das explosões nas imediações do Estádio França, referiu a polícia.

Na sequência dos ataques registados na sexta-feira à noite no centro de Paris e nas proximidades do Estádio França, o chefe de Estado francês declarou o "estado de emergência" e determinou o encerramento de fronteiras.

Lusa

  • Vidas de fogo
    12:04

    Reportagem Especial

    Este ano durante o período mais crítico dos fogos, estão no terreno quase dez mil operacionais, a maioria bombeiros voluntários. A Reportagem Especial da SIC deste domingo "Vidas de fogo" dá a conhecer histórias de bombeiros que sobreviveram às chamas enquanto serviam o país.

  • Portugal "precisa avançar no trabalho" para reduzir crédito malparado
    1:36

    Economia

    Bruxelas recomenda e insiste que o Governo português avance no trabalho para resolver o crédito malparado. Em entrevista à SIC e ao Expresso, o vice-Presidente da Comissão para o Euro e Estabilidade Financeira, Valdis Dombrovskis, adianta que Bruxelas está também a preparar um Plano de Ação ao nível europeu.

    Entrevista SIC/Expresso

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.