sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Banda que tocava no Bataclan é dos Estados Unidos

A banda californiana que tocava sexta-feira à noite na sala de espetáculos Bataclan, em Paris, atacada por terroristas, é conhecida pelo seu humor, tocar 'blues-rock' e trabalhar com grandes nomes da música.

"Eagle of Death Metal" é originária de Palm Street, do sul da Califórnia, e tem dois membros principais (Jesse Hughes, 43 anos, e Josh Homme, 42 anos), que são conhecidos pelo seu humor e pelo espírito "sexo, drogas e rock and roll". (Arquivo)

"Eagle of Death Metal" é originária de Palm Street, do sul da Califórnia, e tem dois membros principais (Jesse Hughes, 43 anos, e Josh Homme, 42 anos), que são conhecidos pelo seu humor e pelo espírito "sexo, drogas e rock and roll". (Arquivo)

Barry Brecheisen / AP

"Eagle of Death Metal" é originária de Palm Street, do sul da Califórnia, e tem dois membros principais (Jesse Hughes, 43 anos, e Josh Homme, 42 anos), que são conhecidos pelo seu humor e pelo espírito "sexo, drogas e rock and roll".

Josh Homme, amador de tatuagens e que, no passado, alegou possuir armas de fogo, é também líder do grupo "Queens of the Stone Age".

O artista é também conhecido pelo seu lado politicamente incorreto e por utilizar uma linguagem rebuscada com o público.

"Eagle of Death Metal" está em tournée pela Europa para promover o seu novo álbum, "Zipper Down" (braguilha aberta), o primeiro do grupo em sete anos.

Vários ataques no centro de Paris e na área do Estádio de França na sexta-feira à noite provocaram pelo menos 40 mortos e cerca de 50 feridos.

Lusa

  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11