sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

FIFA transmitiu "choque" à Federação Francesa de Futebol

O presidente interino da FIFA, o camaronês Issa Hayatou, transmitiu este sábado o seu "choque" à federação francesa de futebol com os atentados perpetrados na sexta-feira em Paris, que provocaram pelo menos 128 mortos.

Os ataques ocorreram em pelo menos seis locais diferentes da cidade, entre eles uma sala de espetáculos e o Stade de France, onde decorria um jogo de futebol entre as seleções de França e da Alemanha.

Os ataques ocorreram em pelo menos seis locais diferentes da cidade, entre eles uma sala de espetáculos e o Stade de France, onde decorria um jogo de futebol entre as seleções de França e da Alemanha.

Michel Euler / AP

"É com intensa emoção que escrevo hoje. Estou, obviamente, em choque com os ataques terroristas de ontem [sexta-feira] em Paris e à volta do Stade de France, à margem do jogo entre França e Alemanha", escreveu Issa Hayatou na missiva endereçada a Noël Le Graët.

O presidente interino do organismo que rege o futebol mundial expressou ainda "a solidariedade para a comunidade do futebol mundial, em especial aos membros da federação francesa, à seleção francesa e aos adeptos e pessoas que estavam no Stade de France na última noite", apresentando ainda "as mais sinceras condolências às famílias das vítimas".

De acordo com o sítio da FIFA na Internet, Hayatou manifestou também o seu apoio à federação alemã, numa carta enviada ao seu presidente.

O grupo extremista Estado Islâmico (EI) reivindicou hoje, em comunicado, os atentados de sexta-feira em Paris, que causaram pelo menos 128 mortos, entre os quais um português, e 300 feridos, 80 em estado grave.

Oito terroristas, sete deles suicidas, que usaram cintos com explosivos para levar a cabo os atentados, morreram, segundo fontes policiais francesas.

Os ataques ocorreram em pelo menos seis locais diferentes da cidade, entre eles uma sala de espetáculos e o Stade de France, onde decorria um jogo de futebol entre as seleções de França e da Alemanha.

A França decretou o estado de emergência e restabeleceu o controlo de fronteiras na sequência daquilo que o Presidente François Hollande classificou como "ataques terroristas sem precedentes no país".

Lusa

  • "Michel Temer nunca teve vergonha, não tem cara de pessoa de bem"
    3:04

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou no habitual espaço de comentário do Jornal da Noite  da SIC, o escândalo com o Presidente do Brasil, Michael Temer. O comentador diz que já era previsível que Temer fosse apanhado com "o pé na poça" e afirma que o Presidente brasileiro nunca teve qualquer tipo de vergonha. Miguel Sousa Tavares fez ainda referência ao facto de Dilma Rousseff ser, entre todos os políticos brasileiros, a única que não tem processos contra ela.

    Miguel Sousa Tavares

  • O que muda com a saída do Procedimento por Défice Excessivo?
    2:10
  • Julgamento do caso BPN deverá terminar quarta-feira
    4:38

    Economia

    O acórdão do processo principal do BPN vai ser tornado público esta quarta-feira, depois de quase sete anos de audições. O rosto principal é o de José Oliveira Costa mas há outros 14 arguidos sentados no banco dos réus.

  • Marcelo opta pelo silêncio sobre a eutanásia
    1:09

    Eutanásia

    Marcelo Rebelo de Sousa diz que só tomará uma posição sobre a eutanásia quando o diploma chegar a Belém. O chefe de Estado garante que vai ficar em silêncio, para não condicionar o debate e também "para ficar de mãos livres para decidir".