sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Passos expressa condolências e repúdio de toda a forma de terrorismo

O primeiro-ministro português, Pedro Passos Coelho, expressou esta sexta-feira as condolências e solidariedade ao presidente francês François Hollande e o repúdio de Portugal "de toda a forma de terrorismo" face aos atentados desta noite.

Kamil Zihnioglu / AP

"Tendo tomado conhecimento dos atentados, esta noite, ocorridos em Paris, quero expressar, em meu nome pessoal, do meu Governo e do Povo português, a Vossa Excelência, às famílias enlutadas e a todo o Povo francês, as mais sentidas condolências e a mais sincera solidariedade face aos trágicos acontecimentos que assolaram a França", afirmou Pedro Passos Coelho, na mensagem enviada ao Presidente da República francês.

O primeiro-ministro português salienta que "Portugal repudia firme e veementemente toda a forma de terrorismo, que tem como único propósito colocar em causa a segurança e a estabilidade das nossas sociedades e dos nossos Povos".

"Poderá Vossa Excelência e o Povo francês contar com a solidariedade e com a colaboração do Estado português para fazer face a este flagelo que ameaça os nossos valores, as nossas convicções e as nossas sociedades, perfeitamente imbuídas dos valores da tolerância e da Paz, que estão na génese do nosso projeto europeu comum", acrescenta Passo Coelho.

"Queira, Senhor Presidente, neste momento de dor e de luto para a Nação francesa, aceitar os meus protestos da minha mais alta consideração e estima pessoal", conclui o primeiro-ministro português.

Vários ataques registados hoje à noite, em Paris, provocaram a morte a pelo menos 40 pessoas e pelo menos 50 pessoas ficaram feridos em estado grave, segundo fontes policiais.

O Presidente francês, François Hollande, já anunciou o estado de emergência e o encerramento das fronteiras de França na sequência do que classificou de "ataques terroristas sem precedentes" no país.

Lusa

  • Deputados pedem medidas urgentes para travar exploração de urânio junto à fronteira
    3:06

    País

    Um projeto de exploração de urânio no município de Retortilho em Salamanca, a cerca de 40 quilómetros da fronteira portuguesa, está a causar preocupação nos dois países. Portugueses e espanhóis temem o risco de contaminação por via aérea e fluvial. Deputados portugueses visitaram o local, onde pediram medidas firmas e urgentes ao Governo para travar o projeto. As autoridades de Espanha não acionaram o mecanismo de avaliação ambiental partilhada.

  • Mulher enterrada viva no Brasil
    1:13

    Mundo

    Uma mulher de 37 anos terá sido enterrada viva no oeste da Bahia, no Brasil. A certidão de óbito aponta um choque séptico como a causa da morte, mas os ferimentos com que foi encontrada no interior do caixão indicam um possível erro. Os moradores de casas vizinhas do cemitério municipal onde Rosângela dos Santos foi enterrada ouviram gritos vindos do túmulo.

  • "Os Estados Unidos são uma sociedade de pistoleiros"
    3:47
  • Trump desafia Oprah a candidatar-se para ser derrotada

    Mundo

    Apesar de Oprah Winfrey ter excluído uma eventual candidatura às eleições presidenciais dos Estados Unidos da América, Donald Trump ainda não se esqueceu dos rumores e desafiou a apresentadora a candidatar-se em 2020. Através do Twitter, o Presidente norte-americano disse ainda que assim poderia ser "exposta e derrotada como todos os outros".

    SIC