sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Portugal reforça segurança nas embaixadas e aeroportos

Por causa dos atentados em Paris, Portugal reforçou a segurança em embaixadas e aeroportos.

© Benoit Tessier / Reuters

As autoridades portuguesas aumentaram a presença junto das embaixadas de França, dos Estados Unidos, Alemanha, Reino Unido e nos aeroportos do país.

Esta manhã, no aeroporto de Lisboa várias pessoas tentaram cancelar voos para a capital francesa mas os que vão viajar assumem estar assustados com o que aconteceu.

  • Ataques foram cometidos pelo Estado Islâmico, diz Hollande

    Ataques em Paris

    O presidente francês declarou hoje que os atentados de sexta-feira à noite em Paris, que causaram pelo menos 127 mortos, foram "um ato de guerra" de "um exército terrorista", do movimento do Estado Islâmico (EI). François Hollande pediu aos franceses "unidade e sangue-frio", ao mesmo tempo que decretou o "luto nacional por três dias", na sequência dos ataques terroristas de sexta-feira.

  • "O que aconteceu em Paris foi um ato de guerra"
    1:32

    Ataques em Paris

    Esta manhã, François Hollande confirmou que os ataques de ontem em Paris foram organizados pelo Estado Islâmico. O Presidente francês disse que a França vai ser implacável com os bárbaros do Daesh , ou seja, Estado Islâmico, e confirmou que os atentados foram planeados no exterior do país mas tiveram ajuda interna.

  • Há um português entre as vítimas mortais de Paris

    Ataques em Paris

    Um português, que se encontrava perto do Estádio de França, morreu nos atentados terroristas de sexta-feira em Paris, disse hoje fonte oficial do ministério dos Negócios Estrangeiros português. A mesma fonte acrescentou que, de momento, esta é a única informação disponível e facultada pelas autoridades locais parisienses.

  • Os números das eleições francesas
    0:50

    Eleições França 2017

    Os resultados definitivos mostram que Emmanuel Macron obteve 24% dos votos, na primeira volta das eleições francesas. Ficou quase três pontos à frente de Marine Le Pen, que conseguiu 21,3%. Os números oficiais, publicados pelo Ministério do Interior, dão ainda conta da taxa de abstenção: 22,2%, um ligeiro aumento face à primeira volta das presidenciais de 2012.

  • Estarão os portugueses a consumir vitamina D em excesso? 
    6:44
  • Investigadores criam nanovacina contra diferentes cancros

    Mundo

    Investigadores da Universidade do Texas, nos Estados Unidos, desenvolveram uma nanovacina (vacina administrada através de partículas microscópicas) contra diferentes cancros, como o da pele, do cólon e do reto, numa experiência com ratos, revela um estudo publicado esta segunda-feira.