sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Rajoy oferece colaboração das forças de segurança espanholas

O Presidente do Governo de Espanha, Mariano Rajoy, ofereceu hoje "toda a colaboração" dos corpos e forças de segurança espanholas, bem como do executivo a que preside, "na luta sem quartel contra a barbárie terrorista".

© Christian Hartmann / Reuters

"Ante as horríveis notícias sobre os selvagens atentados desta sexta-feira em Paris quero fazer-lhe chegar imediatamente a minha mais enérgica condenação dos mesmos, a solidariedade de Espanha e dos espanhóis para com o povo francês, os nossos mais sentidos pêsames às famílias dos assassinados e os nossos melhores desejos de recuperação para os feridos", indicou Rajoy num telegrama dirigido ao Presidente de França, François Hollande, e o primeiro-ministro francês, Manuel Valls.

Assim, acrescentou Mariano Rajoy, as autoridades francesas "podem contar, naturalmente, com toda a colaboração do Governo [espanhol] e das forças e corpos de segurança espanhóis na luta sem quartel contra a barbárie terrorista".

Vários ataques registados na sexta-feira à noite, em Paris, provocaram a morte a pelo menos 100 pessoas, segundo fontes policiais.

O Presidente francês, François Hollande, decretou o estado de emergência e o encerramento das fronteiras de França na sequência do que classificou de "ataques terroristas sem precedentes" no país.

Lusa

  • Alianças do PS marcam discursos no Congresso do PS
    2:51
  • Souto de Moura feliz com distinção na Bienal de Arquitetura de Veneza
    1:10
  • "Sonho com um futuro melhor", o desejo de um jovem sírio em Portugal
    2:12

    País

    Mais de 50 jovens sírios chegaram esta madrugada a Lisboa, para iniciarem o novo ano letivo, em Portugal. Sonham com um futuro melhor. Sonham com uma educação melhor. Os 54 estudantes vieram ao abrigo do programa lançado pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, que nos últimos anos já deu uma nova oportunidade a cerca de 200 alunos. Depois de um curso intensivo de português durante três meses, os jovens vão iniciar o ano letivo em vários pontos do país.