sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Reis de Espanha transmitem "solidariedade" do povo espanhol

Os Reis de Espanha, Felipe VI e Letícia, transmitiram na sexta-feira às autoridades e ao povo francês a solidariedade do povo espanhol, que disseram estar "consternado e horrorizado" com os ataques terroristas em Paris.

© Gonzalo Fuentes / Reuters

De acordo com fontes da Casa Real citadas pela agência espanhola EFE, os Reis têm seguido "desde o primeiro momento" as notícias sobre os atentados simultâneos em Paris.

As mesmas fontes explicaram que Felipe VI e a rainha Letícia foram informados dos atentados quando ambos estavam num jantar privado.

O Rei de Espanha foi então para o seu gabinete no Palácio da Zarzuela (sede da Casa Real espanhola), onde continua a receber informação sobre os ataques, não só do Governo espanhol mas também a partir de França.

Felipe VI, acrescenta a agência, falará por telefone com o chefe de Estado francês, François Hollande, "quando for oportuno".

Vários ataques registados hoje à noite, em Paris, provocaram a morte a pelo menos 40 pessoas e pelo menos 50 pessoas ficaram feridos em estado grave, segundo fontes policiais.

O presidente francês, François Hollande, já anunciou o estado de emergência e o encerramento das fronteiras de França na sequência do que classificou de "ataques terroristas sem precedentes" no país.

Lusa

  • Obras no Miradouro de São de Pedro de Alcântara não foram a concurso
    2:50

    País

    As obras no Miradouro de São Pedro de Alcântara, em Lisboa, arrancaram esta segunda-feira. A intervenção foi adjudicada à construtora Teixeira Duarte sem concurso público. A autarquia justifica esta decisão com o caráter urgente da obra, argumento que não consta do relatório do Laboratório Nacional de Engenheria Civil, a que a SIC teve acesso.

  • Rajadas de vento em Moscovo atingem os 110 km/hora
    0:57

    Mundo

    A passagem de uma tempestade por Moscovo fez pelo menos 11 mortos e mais de 50 feridos. Os ventos fortes, que chegaram aos 110 km/hora, destruíram carros e telhados e provocaram atrasos nos transportes. Na região de Stavropol, mais de 60 mil pessoas foram retiradas de casa por perigo de cheias.