sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Renzi solidariza-se com França e convoca reunião de segurança

O primeiro-ministro italiano manifestou na sexta-feira a sua "solidariedade" com os seus "irmãos franceses", depois dos atentados de Paris que fizeram mais de uma centena de mortos, e convocou para hoje uma reunião do Comité Nacional de Segurança.

ETIENNE LAURENT

A Itália está "junta com os seus irmãos franceses contra o atroz atentado em Paris e na Europa", reagiu Matteo Renzi, em mensagem colocada na sua conta na rede social Twitter.

"A Europa, atacada no coração, saberá reagir à barbárie", acrescentou o primeiro-ministro, citado pela agência noticiosa AGI, que especifica que Renzi, que está a acompanhar os acontecimentos, exprimiu a "solidariedade" de Itália ao Presidente francês, François Hollande.

Por seu lado, o ministro do Interior italiano, Angelino Alfano, anunciou que "o comité nacional para a ordem e a segurança nacional foi convocado para as 09:30 da manhã de sábado".

Os riscos de atentado em Itália são evocados regularmente em Itália desde que o grupo que se designa por Estado Islâmico anunciou que o Vaticano é um dos seus alvos e quando se prepara em Roma um jubileu anunciado pelo papa, que deve começar em 08 de dezembro.

Vários ataques registados na sexta-feira à noite, em Paris, provocaram pelo menos 110 mortos e pelo menos 500 pessoas ficaram feridas, segundo fontes policiais.

O presidente francês, François Hollande, já anunciou o estado de emergência e o encerramento das fronteiras de França na sequência do que classificou de "ataques terroristas sem precedentes" no país. A segurança nas ruas da cidade foi reforçada com 1.500 soldados.

Lusa

  • Obrigada a vir dos EUA, de 3 em 3 semanas, para ver o filho
    2:00
  • Marcelo diz que Europa não deve contar com benevolência dos aliados 
    1:19

    País

    O Presidente da República concorda com Angela Merkel, que este domingo defendeu que a Europa já não pode confiar a 100% nos países aliados. Numa conferência sobre o futuro da Europa, Marcelo Rebelo de Sousa defendeu que a União Europeia tem de assumir responsabilidades e protagonismo e não pode contar com a iniciativa e a benevolência dos aliados.

  • Novos casos de tuberculose caíram para metade

    País

    Portugal reduziu para metade o número de novos casos de tuberculose entre 2000 e 2016, segundo um relatório hoje divulgado, que mostra que, no ano passado, a taxa de incidência da doença foi de 18 por 100 mil habitantes.

  • Julgamento de Pedro Dias só deve começar após as férias judiciais
    2:59

    País

    O Tribunal da Guarda vai juntar o homicídio de Liliane Pinto ao processo principal dos crimes de Aguiar da Beira. Pedro Dias será interrogado em julho, mas o julgamento só deve começar depois das férias judiciais. No interrogatório judicial de 10 de novembro do ano passado, Pedro Dias ficou em silêncio.

  • Merkel sugere que a Europa já não pode contar com aliados como os EUA
    1:45

    Mundo

    Depois das cimeiras do G7 e da NATO,e sem nunca mencionar Donald Trump, a chanceler alemã diz que é tempo de cada país tomar conta do próprio destino. As declarações de Angela Merkel foram feitas em Munique numa ação de campanha da CDU e evidenciam incómodo em relação às posições manifestadas pelos EUA.

  • Bombeiro alvejado durante assalto em Buenos Aires
    1:07

    Mundo

    A polícia argentina está a investigar o assalto e a agressão a tiro a um bombeiro em Buenos Aires. O homem de 30 anos foi atacado por três jovens, o momento foi captado pelas câmaras de videovigilância. As imagens mostram o exato momento em que o bombeiro foi atacado pelo grupo, perto de um quiosque de alimentação automático. De acordo com as informações disponíveis, a vítima terá sido alvejada seis vezes.