sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Rússia coloca serviços de segurança em alerta máximo

A Rússia colocou os serviços de segurança nacional em alerta máximo na sequência dos ataques terroristas perpetrados em França que provocaram pelo menos 129 mortos, anunciaram este sábado as autoridades russas antiterrorismo.

A Rússia considera que, com as novas ameaças manifestadas em Paris na sexta-feira à noite, "todos os componentes do sistema de segurança russo foram colocados em alerta máximo". (Arquivo)

A Rússia considera que, com as novas ameaças manifestadas em Paris na sexta-feira à noite, "todos os componentes do sistema de segurança russo foram colocados em alerta máximo". (Arquivo)

© Maxim Shemetov / Reuters

"Os órgãos de segurança do nosso país estão a tomar as medidas apropriadas para garantir a segurança dos cidadãos e a proteção contra o terrorismo", indicou o Comité Nacional Antiterrorismo.

A Rússia considera que, com as novas ameaças manifestadas em Paris na sexta-feira à noite, "todos os componentes do sistema de segurança russo foram colocados em alerta máximo".

As autoridades russas também instam os cidadãos do país a exercer "responsabilidade e vigilância" face a estas ameaças do terrorismo internacional.

O presidente Vladimir Putin enviou hoje um telegrama ao homónimo francês François Hollande, no qual apelou à unidade para lutar contra o terrorismo, e ofereceu-se para colaborar com os franceses na investigação dos ataques.

Lusa

  • Turistas chegam a esperar 2 horas no controlo de passaporte do Aeroporto de Lisboa
    2:35

    País

    Chegar ao Aeroporto de Lisboa pode ser uma dor de cabeça para centenas de passageiros. A espera para o controlo de passaporte chegou a ultrapassar as duas horas nos meses de fevereiro e março. Manuela Niza, do Sindicato dos Funcionários do Serviços de Estrangeiros e Fronteiras, diz que têm sido contratados inspetores que depois são desviados para outros serviços.

  • Hasta pública de madeira ardida rendeu 2,85 milhões de euros

    País

    Mais de meia centena de lotes de madeira ardida proveniente de matas nacionais e perímetros florestais geridos pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) foram esta quinta-feira vendidos por 2,85 milhões de euros, numa hasta pública em Viseu.

  • "Dinheiro gasto em contentores dava para construir outro hospital" no Porto
    1:40

    País

    A bastonária dos Enfermeiros pede uma investigação aos contratos de contentores no Hospital de São João, no Porto. Ana Rita Cavaco diz que os "milhares de euros" já gastos na contratação e manutenção dos contentores da Pediatria e outros serviços do centro Hospitalar de São João davam para construir um novo hospital. E levanta ainda a suspeita sobre a empresa contratada.