sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Rússia coloca serviços de segurança em alerta máximo

A Rússia colocou os serviços de segurança nacional em alerta máximo na sequência dos ataques terroristas perpetrados em França que provocaram pelo menos 129 mortos, anunciaram este sábado as autoridades russas antiterrorismo.

A Rússia considera que, com as novas ameaças manifestadas em Paris na sexta-feira à noite, "todos os componentes do sistema de segurança russo foram colocados em alerta máximo". (Arquivo)

A Rússia considera que, com as novas ameaças manifestadas em Paris na sexta-feira à noite, "todos os componentes do sistema de segurança russo foram colocados em alerta máximo". (Arquivo)

© Maxim Shemetov / Reuters

"Os órgãos de segurança do nosso país estão a tomar as medidas apropriadas para garantir a segurança dos cidadãos e a proteção contra o terrorismo", indicou o Comité Nacional Antiterrorismo.

A Rússia considera que, com as novas ameaças manifestadas em Paris na sexta-feira à noite, "todos os componentes do sistema de segurança russo foram colocados em alerta máximo".

As autoridades russas também instam os cidadãos do país a exercer "responsabilidade e vigilância" face a estas ameaças do terrorismo internacional.

O presidente Vladimir Putin enviou hoje um telegrama ao homónimo francês François Hollande, no qual apelou à unidade para lutar contra o terrorismo, e ofereceu-se para colaborar com os franceses na investigação dos ataques.

Lusa

  • O fim do julgamento do caso BPN, seis anos depois
    2:26

    País

    O antigo presidente do BPN José Oliveira Costa tentou adiar o fim do julgamento principal do caso com um recurso para o Tribunal Constitucional. Apesar disso, a leitura do acórdão continua marcada para esta quarta-feira, quase seis anos e meio depois de os 15 arguidos se terem sentado pela primeira vez no banco dos réus.

  • José Oliveira Costa, o rosto do buraco financeiro do BPN
    3:04

    País

    José Oliveira Costa foi o homem forte do BPN durante 10 anos e tornou-se o rosto do gigantesco buraco financeiro. Manteve-se em silêncio durante todo o julgamento, mas falou aos deputados da comissão de inquérito, para negar qualquer envolvimento no escândalo que fez ruir o BPN.

  • Saída do Procedimento por Défice Excessivo marca debate no Parlamento
    1:40
  • Filhos tentam anular casamento de pai de 101 anos

    País

    O casamento de um homem de 101 anos com uma mulher com metade da idade, em Bragança, está a ser contestado judicialmente pelos filhos do idoso, que acusam aquela que era empregada da família de querer ser herdeira.