sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

UE "profundamente chocada e em luto"

A União Europeia (UE) "está profundamente chocada e em luto", devido aos ataques terroristas em Paris, e sugeriu o cumprimento de um minuto de silêncio, ao meio-dia de segunda-feira, em memória dos mortos de sexta-feira à noite.

© Baz Ratner / Reuters

"Foram ataques contra todos nós", lê-se numa declaração dos chefes de Estado e do Governo da UE, que garantiram que vão "enfrentar a ameaça em conjunto", com "todos os meios necessários" e uma "determinação inabalável".

"Nós, os europeus, vamos lembrar o dia 13 de novembro de 2015 como um dia de luto europeu. Todos os europeus estão convidados a juntar-se a um minuto de silêncio, em memória das vítimas, ao meio-dia de segunda-feira, dia 16 de novembro", lê-se na declaração conjunta.

Os líderes do espaço comunitário referiram como a França é uma "grande e forte nação" e que os seus valores de liberdade, igualdade e fraternidade "inspiraram e continuam a inspirar a UE".

"Hoje estamos unidos com o povo e o governo franceses. Este ato terrorista desprezível teve o resultado inverso do seu objetivo que era dividir para semear o medo e o ódio", segundo o mesmo comunicado.

O grupo extremista Estado Islâmico (EI) reivindicou hoje, em comunicado, os atentados de sexta-feira em Paris, que causaram pelo menos 128 mortos, entre os quais um português, e 300 feridos, 80 em estado grave.

Oito terroristas, sete deles suicidas, que usaram cintos com explosivos para levar a cabo os atentados, morreram, segundo fontes policiais francesas.

Os ataques ocorreram em, pelo menos, seis locais diferentes da cidade, entre eles uma sala de espetáculos e o Stade de France, onde decorria um jogo de futebol entre as seleções de França e da Alemanha.

A França decretou o estado de emergência e restabeleceu o controlo de fronteiras na sequência daquilo que o Presidente François Hollande classificou como "ataques terroristas sem precedentes no país".

Lusa

  • Quem deve ser o próximo treinador do FC Porto?

    Desporto

    Nuno Espírito Santo já não é treinador do FC Porto. O técnico e o clube chegaram a acordo mútuo para a rescisão do contrato, que o ligava por mais uma temporada aos dragões. Nuno Pinto da Costa tem agora que encontrar um novo treinador para orientar dos "dragões". Os nomes em cima da mesa são vários. Diga-nos quem deve ser o novo treinador do FC Porto.

  • Os treinadores do FC Porto desde o último título 

    Desporto

    Nunca o FC Porto esteve quatro anos consecutivos sem ganhar um título durante a presidência de Nuno Pinto da Costa. A ausência de vitórias teve início na época de 2013/14, quando começou uma autêntica dança de treinadores.

  • Julgamento do caso BPN deverá terminar quarta-feira
    4:38

    Economia

    O acórdão do processo principal do BPN vai ser tornado público esta quarta-feira, depois de quase sete anos de audições. O rosto principal é o de José Oliveira Costa mas há outros 14 arguidos sentados no banco dos réus.

  • "Michel Temer nunca teve vergonha, não tem cara de pessoa de bem"
    3:04

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou no habitual espaço de comentário do Jornal da Noite  da SIC, o escândalo com o Presidente do Brasil, Michael Temer. O comentador diz que já era previsível que Temer fosse apanhado com "o pé na poça" e afirma que o Presidente brasileiro nunca teve qualquer tipo de vergonha. Miguel Sousa Tavares fez ainda referência ao facto de Dilma Rousseff ser, entre todos os políticos brasileiros, a única que não tem processos contra ela.

    Miguel Sousa Tavares

  • Divulgado vídeo dos bambardeamentos contra o Daesh no Iraque
    0:42
  • Leão-marinho arrasta criança de doca em Vancouver
    0:51

    Mundo

    O momento em que um leão-marinho arrasta uma menina para a água foi gravado e publicado na internet. Sem nada que fizesse prever, o animal puxou a criança que estava sentada numa doca em Vancouver, no Canadá. A criança foi resgatada de imediato por um familiar e apesar do susto não sofreu ferimentos. O momento de aflição foi testemunhado por vários turistas.