sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

UE vai pedir ao G20 uma "resposta à ameaça terrorista extremista"

O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, anunciou este sábado que a União Europeia vai pedir aos líderes mundiais no decorrer da reunião do G20, na Turquia, que "respondam à ameaça terrorista extremista".

"A França está na linha da frente no combate contra o terrorismo, mas não está sozinha. Esta luta é uma luta de todos os europeus e também de todas as pessoas do mundo livre", escreveu Tusk.

"A França está na linha da frente no combate contra o terrorismo, mas não está sozinha. Esta luta é uma luta de todos os europeus e também de todas as pessoas do mundo livre", escreveu Tusk.

© Darrin Zammit Lupi / Reuters

No âmbito dos ataques terroristas de sexta-feira em Paris, Tusk enviou uma carta ao Presidente francês, François Hollande, para garantir ainda que "se está a fazer tudo a nível europeu" para "tornar a França segura".

"E vamos garantir que a estratégia europeia contra o terrorismo estará à altura de responder aos desafios dos próximos meses", lê-se na carta, na qual o ataque foi qualificado como uma "afronta à França e à Europa, como um todo".

"A França está na linha da frente no combate contra o terrorismo, mas não está sozinha. Esta luta é uma luta de todos os europeus e também de todas as pessoas do mundo livre", escreveu Tusk.

Vários ataques registados na sexta-feira à noite, em Paris, provocaram pelo menos 110 mortos e pelo menos 500 pessoas ficaram feridas, segundo fontes policiais.

O Presidente francês já anunciou o estado de emergência e o encerramento das fronteiras de França na sequência do que classificou de "ataques terroristas sem precedentes" no país. A segurança nas ruas da cidade foi reforçada com 1.500 soldados.

Lusa

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Milhares de brasileiros protestam na Praia de Copacabana contra Temer
    3:04
  • "Precisamos de uma melhor zona Euro"
    0:30