sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Várias detenções em Bruxelas em operação ligada aos ataques em Paris

Várias pessoas foram detidas este sábado na sequência de operações policiais no bairro Molenbeek, em Bruxelas, Bélgica, confirmou o porta-voz do ministro da Justiça, Koen Geens.

A televisão pública belga RTBF tinha citado uma fonte não identificada que avançava com a informação de que três buscas tinham sido realizadas em Molenbeek e um homem tinha sido detido.

A televisão pública belga RTBF tinha citado uma fonte não identificada que avançava com a informação de que três buscas tinham sido realizadas em Molenbeek e um homem tinha sido detido.

OLIVIER HOSLET / Lusa

A televisão pública belga RTBF tinha citado uma fonte não identificada que avançava com a informação de que três buscas tinham sido realizadas em Molenbeek e um homem tinha sido detido.

O jornal francês Le Monde noticiou que está a ser procurada uma "segunda equipa" de autores dos ataques de Paris, que terão conseguido escapar na sexta-feira à noite da capital francesa.

A cadeia televisiva BBC em língua árabe referiu que a polícia estaria à procura de um veículo de cor negra, com uma placa de matrícula belga, com três pessoas a bordo.

Várias testemunhas afirmaram ter visto uma matrícula belga entre os veículos utilizados pelos terroristas em Paris e recibos de estacionamento de Molenbeek também teriam sido encontrados numa viatura utilizada pelos atacantes.

O ministério público federal irá realizar uma conferência de imprensa, ao final da tarde, para explicar estas buscas.

Por seu lado, o tabloide belga Derniere Heure garantiu que três pessoas envolvidas nos ataques de Paris são de Molenbeek.

O grupo extremista Estado Islâmico (EI) reivindicou hoje, em comunicado, os atentados de sexta-feira em Paris, que causaram pelo menos 128 mortos, entre os quais um português, e 300 feridos, 80 em estado grave.

Oito terroristas, sete deles suicidas, que usaram cintos com explosivos para levar a cabo os atentados, morreram, segundo fontes policiais francesas.

Os ataques ocorreram em pelo menos seis locais diferentes da cidade, entre eles uma sala de espetáculos e o Stade de France, onde decorria um jogo de futebol entre as seleções de França e da Alemanha.

A França decretou o estado de emergência e restabeleceu o controlo de fronteiras na sequência daquilo que o Presidente François Hollande classificou como "ataques terroristas sem precedentes no país".

  • Esquerda desce, direita sobe
    1:19
  • Ministério Público já tem fita do tempo do surto de legionella
    2:19