sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Suspeito de atentado em Paris em fuga

Polícia belga e francesa confirmam detenção de 12 pessoas implicadas no ataque. Fonte próxima da investigação dos atentados de Paris revelou há instantes à France Presse que há três irmãos implicados nos ataques e que um deles pode estar em fuga.

As autoridades da Bélgica confirmaram na última hora que afinal são três os responsáveis pelos ataques em Paris com nacionalidade francesa a viver em Bruxelas.

O número de detidos foi também atualizado esta tarde. Só na Bélgica foram sete pessoas detidas, outras cinco em França.

No total, são 12 os detidos para interrogatório de acordo com as últimas informações.

Ainda ontem, apenas algumas horas depois dos ataques em França, a polícia belga colocou em marcha uma operação antiterrorista e realizou as primeiras detenções, num bairro de Bruxelas.

Na origem da investigação está um carro que terá sido usado pelos bombistas e que foi encontrado junto ao Bataclan.

A viatura, um polo preto de matrícula belga, foi alugada por um francês residente na Bélgica.

O homem foi detido pela polícia belga junto à fronteira com França. Estava dentro de uma outra viatura, com mais duas pessoas. Nenhum dos três é conhecido das autoridades francesas.

  • Penélope Cruz diz que contos de fadas são muito machistas

    Cultura

    Penélope Cruz revelou recentemente o sentimento de descontentamento com os contos de fadas que, a seu ver, são muito machistas. A atriz de 43 anos confessou que lê as histórias aos filhos, Leonardo de sete anos e Luna de quatro, mas que opta por alterar sempre o final.

    SIC

  • Kurt Cobain homenageado no dia em que faria 51 anos

    Cultura

    No dia em que faria 51 anos, se estivesse vivo, Kurt Cobain foi homenageado pela viúva, Courtney Love, e a filha do casal, Frances Bean. Através de publicações no Instagram, mãe e filha lembraram o fundador, vocalista e guitarrista dos Nirvana, que vai ficar para sempre na história da música.

    SIC

  • Google Maps esconde mansão de Puigdemont na Bélgica

    Mundo

    Depois de fugir de Espanha, Carles Puigdemont refugiou-se na Bélgica para evitar uma possível extradição. O refúgio que encontrou foi uma mansão no município de Waterloo, por 4.400 euros ao mês. Agora, a pedido do ex-presidente do Governo da Catalunha, essa mesma mansão foi "apagada" do Google Maps.

    SIC

  • 50 empresas estão a recrutar na Universidade Católica
    1:46

    Economia

    A Universidade Católica de Lisboa reuniu 50 empresas nacionais e internacionais numa feira de emprego esta terça-feira e amanhã. As empresas procuram novos candidatos para os lugares que têm disponíveis nos departamentos de Economia, Finanças e Gestão.