sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

EUA enviam missão policial a Paris para recolher dados sobre terrorismo

Os Estados Unidos anunciaram hoje que vão enviar uma missão policial a Paris para conhecer "novos elementos" relacionados com o terrorismo, na sequência dos atentados de sexta-feira, informou uma fonte oficial.

© Albert Gea / Reuters

"Porque vamos acreditar que o que sucedeu em Paris não vai acontecer aqui?", questionou hoje o chefe da Polícia de Nova Iorque, Bill Bratton, numa entrevista ao canal MSNBC sobre a preparação da cidade norte-americana para lidar com ataques como os ocorridos em Paris.

Bratton assinalou que as autoridades de Nova Iorque acompanham "muito de perto" os atentados em Paris, para ver que "novos elementos" surgem no âmbito das operações de grupos terroristas.

Entre eles, citou o facto de todos os atacantes levarem bombas presas ao corpo, o que causa "grande preocupação" à Polícia de Nova Iorque, assim como o tipo de comunicações que usavam.

Com o objetivo de conhecer estes novos elementos, uma missão policial viajará no final desta semana para Paris, de modo a obter informações e melhorar a preparação das forças de segurança da cidade mais povoada dos Estados Unidos.

Bill Bratton recordou que os alvos atacados em Paris existem em Nova Iorque, onde há um centro financeiro mundial, numerosos lugares de entretenimento e outros lugares que são "os mais odiados" pelo extremismo islâmico, o que torna a cidade no "alvo mais provável".

O FBI e outras agências de norte-americanas estão a colaborar com a França para esclarecer os atentados terroristas em Paris, anunciou hoje a procuradora-geral dos EUA, Loretta Lynch, segundo a qual os EUA "tomam a sério qualquer ameaça".

"Os advogados do Departamento de Justiça, o FBI e outras agências trabalham atualmente com as autoridades francesas através dos canais de assistência jurídica internacional para obter mais informação importante sobre os ataques", afirmou Lynch em conferência de imprensa, solicitando aos norte-americanos que se mantenham "vigilantes e alerta, sem mudarem o seu modo de vida e os seus valores".

Segundo o diário The New York Times, o FBI planeia enviar a Paris um grupo de agentes especializados na recuperação de informação de dispositivos eletrónicos, como telemóveis e computadores, com o objetivo de verificar se existe alguma relação entre os 'jihadistas' e indivíduos residentes nos EUA.

Lusa

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.