sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Prince adia digressão europeia após atentados de Paris

O cantor norte-americano Prince decidiu adiar a digressão europeia, que deveria iniciar-se a 24 deste mês, devido aos atentados de sexta-feira em Paris, indicou hoje o produtor francês.

© Chris Pizzello / Reuters

"Devido aos trágicos acontecimentos ocorridos em Paris, os organizadores decidiram adiar a digressão europeia", disse à France Presse fonte da empresa Interconcerts, mensagem que está no sítio da sala de espetáculos de Konzerthaus, em Viena, onde Prince deveria começar a digressão, a 24 deste mês.

A digressão europeia é a primeira que o "Kid de Minneapolis" contava fazer a solo, ao piano, ao longo de 15 datas em 12 países, entre eles França, Bélgica, Espanha, Reino Unido ou Suíça.

O espetáculo em Paris estava previsto para a Ópera Garnier, em dezembro.

Desde os atentados de sexta-feira que vários são os artistas ou bandas que cancelaram espetáculos na Europa, como os dos U2, Foo Fighters, Marilyn Manson, Mercury Ver, The Do, Nekfeu ou Soprano.

Um dos principais alvos dos atentados em Paris, que causaram 129 mortos e mais de 350 feridos, foi a sala de espetáculos Bataclan, onde atuava o grupo californiano Eagles of Metal Death.

Só aí, o atentado provocou 89 mortos.

Lusa

  • "Quem não deve não teme"

    Football Leaks

    O futebolista português Cristiano Ronaldo, questionado sobre a sua alegada fuga ao fisco veiculada pela investigação "Football Leaks", disse que "quem não deve não teme", numa reação difundida esta quinta-feira pela rádio espanhola Onda Cero.

  • Hospitais já registam picos de afluência apesar de casos de gripe serem ainda poucos
    2:13

    País

    A gripe ainda não chegou em força, mas nos últimos dias foram vários os hospitais com grande afluências de doentes, sobretudo idosos e com infeções respiratórias. Em alguns dias desta semana o número de doentes disparou para mais de 600, como disse à SIC o presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar Universitário de Coimbra.

  • Cerca de 150 civis doentes retirados de Alepo

    Mundo

    Cerca de 150 civis, a maioria doentes ou deficientes, foram retirados na noite de quarta-feira para quinta-feira de um centro de saúde de Aleppo, na parte mais antiga da cidade tomada pelo exército sírio, anunciou a Cruz Vermelha internacional.