sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Terrorismo não pode confundir-se com migrações, alerta Mogherini

A chefe da diplomacia da União Europeia (UE), Federica Mogherini, disse hoje que a a questão do terrorismo não pode confundir-se com a das migrações, salientando que a resposta é política e cultural.

OLIVIER HOSLET

"A única maneira de combater o terrorismo é juntarmo-nos, essa é a nossa força, e não ter medo da diversidade", disse Mogherini, em conferência de imprensa no final de uma reunião dos ministros dos Negócios Estrangeiros da UE.

Ao mesmo tempo, alta representante para a Política Externa e Segurança da UE esclareceu que a França ainda não apresentou qualquer pedido especial de apoio aos seus parceiros europeus.

"A resposta ao terrorismo é política e cultural", assinalou, acrescentando que "o medo da diversidade é o que pode destruir as nossas sociedades".

Mogherini sublinhou também que "a questões das migrações não deve ser confundida com terrorismo", o que deve ficar "muito claro".

Todos os terroristas identificados até agora no âmbito dos atentados em Paris, salientou "são europeus", adiantando que esta realidade pode ser alterada.

A questão dos atentados terroristas continuará a ser debatida na terça-feira, na reunião do Conselho de ministros da Defesa da UE em que participará também o secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg.

O grupo extremista Estado Islâmico reivindicou no sábado, em comunicado, os atentados de sexta-feira em Paris, que causaram pelo menos 129 mortos, entre os quais dois portugueses.

De acordo com o último balanço feito pelos hospitais, das 415 pessoas que foram atendidas nos hospitais após os ataques, pelos menos 42 feridos continuavam no domingo à tarde em vigilância intensiva em unidades de reanimação.

Os ataques, perpetrados por pelo menos sete terroristas, que morreram, ocorreram em vários locais da cidade, entre eles uma sala de espetáculos e o Stade de France, onde decorria um jogo de futebol entre as seleções de França e da Alemanha.

A França decretou o estado de emergência e restabeleceu o controlo de fronteiras na sequência daquilo que o Presidente François Hollande classificou como "ataques terroristas sem precedentes no país".

Lusa

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.