sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Valls alerta para novos ataques nos próximos dias ou semanas

O primeiro-ministro francês disse hoje que a França e a Europa têm de se preparar para a possibilidade de novos atentados terroristas e que os ataques de sexta-feira em Paris foram planeados a partir da Síria. Manuel Valls sublinhou que a França ainda pode voltar a ser alvo de ataque "nos próximos dias, nas próximas semanas".

© POOL New / Reuters

"Vamos viver muito tempo com esta ameaça, (...) temos de estar preparados", disse o primeiro-ministro francês à rádio RTL, falando ainda na possibilidade de "novas réplicas".

Segundo o primeiro-ministro francês, a ameaça estende-se, no entanto, a outros países europeus. "Sabemos que há operações que estão a ser preparadas e que estão ainda em preparação, não apenas contra a França mas também contra outros países europeus", afirmou, sem mais detalhes.

Segundo Manuel Valls, os atentados de Paris da sexta-feira passada, em que pelo menos 129 pessoas morreram, foram "organizados, pensados, planeados a partir da Síria".

O primeiro-ministro disse ainda que no domingo, bombardeamentos aéreos franceses destruíram "dois alvos operacionais" do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) na cidade síria de Raqqa e que uma dezena de aviões de combate da França asseguraram a operação.

Valls lembrou que o Presidente François Hollande anunciou, após os atentados de Paris, uma "resposta à altura do ataque" sofrido pela França.

Questionado sobre as razões por que não houve uma atuação desta dimensão antes, o primeiro-ministro vincou que a França integra uma coligação contra o EI e que "o epicentro" da ameaça "não está apenas na Síria", mas também no Iraque.

O grupo extremista Estado Islâmico reivindicou no sábado, em comunicado, os atentados de sexta-feira em Paris. Os ataques, perpetrados por pelo menos sete terroristas, que morreram, ocorreram em vários locais da cidade, entre eles uma sala de espetáculos e o Stade de France, onde decorria um jogo de futebol entre as seleções de França e da Alemanha.

A França decretou o estado de emergência e restabeleceu o controlo de fronteiras na sequência daquilo que François Hollande classificou como "ataques terroristas sem precedentes no país".

Com Lusa

  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15