sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Investigadores admitem existência de nono terrorista nos ataques de Paris

A equipa que investiga os atentados terroristas de Paris obteve um vídeo que indicia a existência de um nono terrorista entre os homens que dispararam na zona de bares e restaurantes, disse esta terça-feira fonte próxima da investigação.

A França decretou o estado de emergência e restabeleceu o controlo de fronteiras na sequência daquilo que o Presidente François Hollande classificou como "ataques terroristas sem precedentes no país". (Arquivo)

A França decretou o estado de emergência e restabeleceu o controlo de fronteiras na sequência daquilo que o Presidente François Hollande classificou como "ataques terroristas sem precedentes no país". (Arquivo)

© Benoit Tessier / Reuters

O vídeo mostra que pode haver um segundo atacante, juntamente com Salah Abdeslam, a menos que o homem na foto seja um dos dois cúmplices detidos na Bélgica.

O grupo radical sunita Estado Islâmico reivindicou no sábado a autoria dos atentados perpetrados na sexta-feira em Paris, que causaram pelo menos 129 mortos, entre os quais dois portugueses, e mais de 300 feridos.

Os ataques, perpetrados por pelo menos oito terroristas, ocorreram em vários locais da cidade, entre eles uma sala de espetáculos e no Estádio de França, onde decorria um jogo de futebol entre as seleções francesa e alemã.

A França decretou o estado de emergência e restabeleceu o controlo de fronteiras na sequência daquilo que o Presidente François Hollande classificou como "ataques terroristas sem precedentes no país".

Lusa

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15