sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Selecionador da Síria questiona minuto de silêncio pelas vítimas de Paris

O selecionador de futebol da Síria questionou esta terça-feira o minuto de silêncio pelas vítimas dos atentados de Paris, cumprido antes do jogo Singapura-Síria, de qualificação para o Campeonato do Mundo.

"Paramos agora uns segundos pelos franceses, mas por todos os sírios mortos não houve sequer um segundo", disse Ibrahim.

"Paramos agora uns segundos pelos franceses, mas por todos os sírios mortos não houve sequer um segundo", disse Ibrahim.

© Reuters Staff / Reuters

Fajr Ibrahim, que aparecera na conferência de imprensa de véspera do jogo com uma 't-shirt' com a fotografia do presidente da Síria, Bashar al-Assad, defendeu que esse tipo de iniciativa nunca foi tomado pelos mortos na guerra em curso na Síria.

"Paramos agora uns segundos pelos franceses, mas por todos os sírios mortos não houve sequer um segundo", disse Ibrahim à imprensa, depois do jogo, vencido por 2-1 pela Síria, no Estádio Nacional de Singapura.

Ibrahim relembrou que o seu país está envolvido no mesmo combate: "Combatemos todos os terroristas. Combatemos todos os grupos terroristas... matamos todos os terroristas, em todo o mundo."

As duas equipas estiveram em silêncio no relvado, a exemplo do que tem acontecido em todos os jogos internacionais após os ataques registados em Paris na sexta-feira.

O grupo radical sunita Estado Islâmico reivindicou no sábado os atentados perpetrados na sexta-feira em Paris, que causaram pelo menos 129 mortos, entre os quais dois portugueses, e mais de 300 feridos.

Os ataques, perpetrados por pelo menos sete terroristas, ocorreram em vários locais da cidade, entre eles uma sala de espetáculos e o Stade de France, onde decorria um jogo de futebol entre as seleções de França e da Alemanha.

A França decretou o estado de emergência e restabeleceu o controlo de fronteiras na sequência daquilo que o presidente François Hollande classificou como "ataques terroristas sem precedentes no país".

Lusa

  • Autarca e duas jornalistas mortas a tiro na Finlândia 

    Mundo

    A presidente da Câmara de Imatra, na Finlândia, e duas jornalistas foram mortas a tiro na noite passada, na pequena cidade do sudeste do país. O incidente aconteceu junto a um restaurante e a polícia chegou ao local pouco depois dos disparos. Um suspeito de 23 anos já foi detido.

    Em desenvolvimento

  • Passos elogia escolha de Paulo Macedo mas diz que não é suficiente
    1:47

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho diz que Paulo Macedo é competente para liderar os destinos da Caixa Geral de Depósitos, mas que a nomeação do antigo ministro não é suficiente para passar uma esponja sobre o assunto. Em Viseu, o líder do PSD não quis ainda avançar com um nome para a Câmara de Lisboa, depois de Santana Lopes afastar a hipótese de se candidatar.

  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.