sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Bélgica procura fabricante dos cintos de explosivos

As autoridades belgas procuram um alegado terrorista que terá fabricado os cintos de explosivos que foram acionados pelos atacantes nos atentados de sexta-feira, em Paris, informou hoje o grupo de jornais Mediahuis.

© Charles Platiau / Reuters

Trata-se de um homem identificado como Mohamed K, nascido nas Antilhas e que vivia em Roubaix, no norte de França.

A polícia francesa enviou uma ordem de busca aos seus homólogos belgas para que detenham o suspeito, classificado como "extremamente perigoso" devido ao seu conhecimento sobre explosivos e sistemas de detonação.

A justiça francesa acredita que Mohamed K esteve em contacto, durante e depois dos atentados, com Salah Abdeslam, alvo de um mandado de captura internacional e que terá alugado veículos registados na Bélgica usados na operação terrorista de sexta-feira passada, em Paris, que provocou 129 mortos e mais de 400 feridos.

Os investigadores acreditam que Mohamed K será encontrado "mais rapidamente que Abdeslam", de acordo com os jornais do Mediahuis.

Lusa

  • Fim da operação policial nos arredores de Paris, 2 mortos e 7 detenções

    Ataques em Paris

    Uma operação policial de larga escala em Saint-Denis, a norte da capital francesa, terminou hoje com dois mortos e sete pessoas detidas. O raide, relacionado com os atentados de sexta-feira, terá sido despoletado por suspeitas da preparação de um novo ataque. Foi montado um cerco a um apartamento onde as autoridades acreditavam que poderia estar Abdelhamid Abaaoud, o alegado cérebro dos ataques.

  • ANACOM apresenta recomendações para melhorar redes de telecomunicações
    1:17

    País

    A ANACOM entregou um conjunto de recomendações ao Governo, Parlamento, municípios e operadores de telecomunicações. A autoridade reguladora em Portugal das comunicações eletrónicas propõe que os cabos aéreos de telecomunicações sejam substituídos por cabos subterrâneos, entre outras coisas. O objetivo é impedir que as redes fiquem em baixo perante incêndios ou outras catástrofes.

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC