sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Fim da operação policial nos arredores de Paris, 2 mortos e 7 detenções

Uma operação policial de larga escala em Saint-Denis, a norte da capital francesa, terminou hoje com dois mortos e sete pessoas detidas. O raide, relacionado com os atentados de sexta-feira, terá sido despoletado por suspeitas da preparação de um novo ataque. Foi montado um cerco a um apartamento onde as autoridades acreditavam que poderia estar Abdelhamid Abaaoud, o alegado cérebro dos ataques.

IAN LANGSDON/ EPA

IAN LANGSDON

© Jacky Naegelen / Reuters

© Christian Hartmann / Reuters

© Christian Hartmann / Reuters

© Christian Hartmann / Reuters

© Christian Hartmann / Reuters

© Benoit Tessier / Reuters

O raide durou mais de sete horas. Um porta-voz do governo francês anunciou o fim da operação policial em Saint-Denis e, no local, o procurador François Molins disse aos jornalistas que as forças que conduziram a operação suspeitavam de que Abdelhamid Abaaoud, um dos cabecilhas dos ataques que fizeram 129 mortos e cujo paradeiro se julgava ser a Síria, estaria no apartamento visado.

A televisão France 2 avançou entretanto que a operação policial foi desencadeada após informações de que estaria a ser planeado um ataque ao bairro financeiro de La Defense.

duas mortes confirmadas. Uma delas é uma mulher que se fez explodir, no interior do apartamento cercado, logo no arranque do assalto. A mulher bombista suicida era familiar de Abdelhamid Abaaoud, segundo a BFMTV. Uma terceira morte chegou a ser noticiada por vários media francesas.

Pelo menos cinco agentes da polícia ficaram feridos, sem gravidade, segundo a BBC. De acordo com a BFMTV, também um cão polícia foi morto, chamado Diesel e com 7 anos de idade.

As autoridades atualizaram o número de detenções para sete. Antes, a polícia tinha adiantado que deteve três pessoas no apartamento, ainda não identificadas. Duas pessoas foram detidas em apartamentos do mesmo prédio. Outro homem e outra mulher foram detidos nas imediações.

Um dos detidos será Jawad Ben Dow, o dono do apartamento, que alega não conhecer os alegados terroristas. Antes de ser levado pela polícia, deu uma entrevista à BFMTV.

Assalto começou de madrugada

Durante a madrugada foram ouvidas o que pareciam ser explosões na zona de Saint-Denis, a cerca de 2 km do Estádio de França, um dos sítios visados nos atentados da semana passada. As explosões e os tiros começaram por volta das 4:30 (3:30 em Lisboa).

Em todo o bairro de Saint-Denis o aparato policial é forte. A circulação de transportes na zona esteve suspensa e as escolas não vão abrir hoje por questões de segurança. A polícia recomendou que os moradores permanecessem em casa.

  • Como não perder Barack e Michelle Obama nas redes sociais

    Mundo

    Sair da Casa Branca implica mais que reunir objetos físicos: é preciso guardar também os tweets, os posts e todo o conteúdo digital produzido nos últimos oito anos pelo Presidente dos EUA e pela primeira-dama. A equipa de Barack Obama já preparou tudo para que nada se perca do seu legado digital.

  • Portugueses querem contratar Obama

    Mundo

    Contratar Barack Obama. Pode parecer uma tarefa impossível, mas para a startup portuguesa Swonkie a única resposta a este desafio é "Yes We Can", mote da campanha presidencial de Obama de há nove anos.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.