sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Abdelhamid Abaaoud tentou recrutar em Espanha

O presumível "cérebro" dos atentados de Paris, Abdelhamid Abaaoud, tentou recrutar pessoas, especialmente mulheres, em Espanha para o grupo extremista Estado Islâmico, afirmou hoje o ministro do Interior espanhol, Jorge Fernández Díaz.

© Handout . / Reuters

"Essa pessoa, Abdelhamid Abaaoud, tentou recrutar espanhóis, especialmente mulheres, através de redes sociais, para se juntarem e lutarem pelo Daesh", disse o ministro, utilizando o acrónimo do grupo extremista na transliteração do árabe.

"Não era para lançar ataques em Espanha, disso não temos conhecimento", acrescentou, numa entrevista à televisão espanhola Antena 3.

Segundo Fernández Díaz, o recrutamento de mulheres é muito frequente "nos últimos tempos" e tem como objetivo "repovoar o califado" que o Estado Islâmico proclamou em junho de 2014 nas vastas áreas da Síria e do Iraque que controla.

Ao longo deste ano, a polícia espanhola deteve várias mulheres por suspeita de recrutarem mulheres e raparigas adolescentes para servirem de 'noivas' aos 'jihadistas' do Estado Islâmico.

Em outubro, a polícia deteve uma espanhola de 22 anos no aeroporto de Madrid suspeita de pretender viajar para se juntar ao grupo extremista na Síria.

Abaooud foi morto na quarta-feira durante uma operação das forças especiais francesas em Saint Denis, a norte de Paris.

Lusa

  • Oceanário de Lisboa dá formação sobre impacto da acumulação de plásticos nos oceanos
    2:37