sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Cérebro dos atentados de Paris morreu no raide em Saint-Denis

A justiça francesa confirmou hoje a morte do jihadista belga Abdelhamid Abaaoud, ontem na operação policial em Saint-Denis. Abaaoud era considerado o autor moral e "cérebro" dos ataques de sexta-feira em Paris.

Foto de Abdelhamid Abaaoud, publicada na revista online Dabig, órgão de propaganda no Daesh, o autoproclamado Estado Islâmico.

Foto de Abdelhamid Abaaoud, publicada na revista online Dabig, órgão de propaganda no Daesh, o autoproclamado Estado Islâmico.

© Handout . / Reuters

O procurador de Paris anunciou que os restos mortais de Abdelhamid Abaaoud foram indentificados. "Abdelhamid Abaaoud foi formalmente identificado como tendo sido morto na operação" naquele subúrbio a norte de Paris, lê-se num comunicado da procuradoria. Foi identificado pelas impressões digitais. o corpo estava crivado de balas.

O belga, de 28 ambos, era suspeito de orquestrar os ataques que fizeram 129 mortos na passada sexta-feira em Paris.

A polícia pensava inicialmente que Abaaoud estava na Síria, mas a investigação levou ontem as autoridades a uma casa no subúrbio da capital francesa de Saint-Denis.

Além de Abdelhamid Abaaoud, morreu uma mulher que se fez explodir com um colete suicida. A megaoperação das forças francesas de cuminou com oito detenções.

  • Abaaoud encontrado "crivado de balas e estilhaços"
    2:04

    Ataques em Paris

    É oficial, a justiça francesa confirma que o presumível autor moral dos atentados de Paris morreu ontem no raide em Saint-Denis. O belga Abdelhamid Abaaoud é assim uma das duas vitimas mortais da operação policial nos arredores da capital francesa. Entretanto o primeiro-ministro francês disse que não se pode afastar a possibilidade de ataques químicos e biológicos em solo europeu. Tanto em França, como na Bélgica, continuam as operações para desmontar a teia terrorista.

  • Mentor dos ataques de Paris terá sido abatido
    2:23

    Ataques em Paris

    O organizador dos ataques de Paris terá morrido esta quarta-feira. A informação é avançada pelo Washington Post, que cita fontes dos serviços de informações. Abdelhamid Abaaoud foi o alvo da operação anti-terrorista desta madrugada, nos arredores de Paris. A intervenção em Saint-Denis provocou três mortos e oito detidos, e ferimentos em cinco polícias. A polícia forense investiga ainda a identidade de duas das vítimas mortais.

  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Depois de sair da autoestrada o vidro do carro ainda estava a ferver"
    2:01
  • "O fogo chegou de repente. Foi um demónio"
    2:15
  • O desabafo de um empresário que perdeu "uma vida inteira de trabalho" no fogo
    2:08
  • O testemunho emocionado de quem perdeu quase tudo
    2:10
  • As comunicações entre operacionais no combate às chamas em Viseu
    2:27
  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.