sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Cérebro dos atentados de Paris morreu no raide em Saint-Denis

A justiça francesa confirmou hoje a morte do jihadista belga Abdelhamid Abaaoud, ontem na operação policial em Saint-Denis. Abaaoud era considerado o autor moral e "cérebro" dos ataques de sexta-feira em Paris.

Foto de Abdelhamid Abaaoud, publicada na revista online Dabig, órgão de propaganda no Daesh, o autoproclamado Estado Islâmico.

Foto de Abdelhamid Abaaoud, publicada na revista online Dabig, órgão de propaganda no Daesh, o autoproclamado Estado Islâmico.

© Handout . / Reuters

O procurador de Paris anunciou que os restos mortais de Abdelhamid Abaaoud foram indentificados. "Abdelhamid Abaaoud foi formalmente identificado como tendo sido morto na operação" naquele subúrbio a norte de Paris, lê-se num comunicado da procuradoria. Foi identificado pelas impressões digitais. o corpo estava crivado de balas.

O belga, de 28 ambos, era suspeito de orquestrar os ataques que fizeram 129 mortos na passada sexta-feira em Paris.

A polícia pensava inicialmente que Abaaoud estava na Síria, mas a investigação levou ontem as autoridades a uma casa no subúrbio da capital francesa de Saint-Denis.

Além de Abdelhamid Abaaoud, morreu uma mulher que se fez explodir com um colete suicida. A megaoperação das forças francesas de cuminou com oito detenções.

  • Abaaoud encontrado "crivado de balas e estilhaços"
    2:04

    Ataques em Paris

    É oficial, a justiça francesa confirma que o presumível autor moral dos atentados de Paris morreu ontem no raide em Saint-Denis. O belga Abdelhamid Abaaoud é assim uma das duas vitimas mortais da operação policial nos arredores da capital francesa. Entretanto o primeiro-ministro francês disse que não se pode afastar a possibilidade de ataques químicos e biológicos em solo europeu. Tanto em França, como na Bélgica, continuam as operações para desmontar a teia terrorista.

  • Mentor dos ataques de Paris terá sido abatido
    2:23

    Ataques em Paris

    O organizador dos ataques de Paris terá morrido esta quarta-feira. A informação é avançada pelo Washington Post, que cita fontes dos serviços de informações. Abdelhamid Abaaoud foi o alvo da operação anti-terrorista desta madrugada, nos arredores de Paris. A intervenção em Saint-Denis provocou três mortos e oito detidos, e ferimentos em cinco polícias. A polícia forense investiga ainda a identidade de duas das vítimas mortais.

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.