sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

EUA dão recompensa para informações sobre cérebro dos ataques de Paris

Os Estados Unidos oferecem uma recompensa de cinco milhões de dólares por qualquer informação que conduza à captura ou à localização do alegado cérebro do atentado de Paris, Abu Muhammad al-Shimali, indicou esta quarta-feira o Departamento de Estado.

Daniel Ochoa de Olza / AP

O governo dos Estados Unidos responsabiliza um homem conhecido como Tirad al-Jarba de ter também organizado deslocações de cidadãos da Austrália, da Europa e do Médio Oriente para integrarem as fileiras do Daesh.

A decisão dos Estados Unidos ocorre após os atentados da passada sexta-feira em Paris, que fizeram 129 mortos e 300 feridos.

O Departamento de Estado considera o homem em causa como o "líder chave", membro da Comissão de Imigração e Logística do Daesh e que se ocupava de manter em funcionamento linhas de recrutamento em vários pontos do mundo.

Segundo a mesma nota, Al-Shimali usava pontos da fronteira entre a Turquia e a Síria perto de zonas controlados pelos extremistas islâmicos para fazer passar os cidadãos.

De acordo com os Estados Unidos, Al-Shimali e outros membros da Comissão de Imigração e Logística encarregados também das atividades de contrabando do grupo terrorista, assim como as transferências financeiras e o envio de mantimentos para a Síria e para o Iraque, onde os terroristas proclamaram um califado em 2014.

Além de recrutar novos terroristas, Al-Shimali encarregava-se igualmente de dirigir centros de treino na zona de Azaz, na fronteira entre a província síria de Alepo e a Turquia.

Na página da internet do Departamento de Estado em que é publicada a lista de recompensas oferecidas para a captura de fugitivos aparece uma fotografia de Al-Shimali.

Ao lado da imagem, é divulgado o número de um passaporte de Al-Shimali, que caducou no dia 02 de junho de 2008 e que refere que nasceu no Iraque a 20 de novembro de 1979 e que tem nacionalidade saudita.

Lusa

  • A fuga dos PIDES
    1:16

    Perdidos e Achados

    Ao final do dia 29 de Junho de 1975, 89 agentes da PIDE fugiam da cadeia de Vale de Judeus, em Alcoentre. Mais de 40 anos depois, Perdidos e Achados recupera um dos acontecimentos do Verão Quente em Portugal. Hoje no Jornal da Noite e conteúdos exclusivos no site.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Uma volta a Portugal. De bicicleta mas sem licra

    País

    Um grupo de professores propõe-se a repetir o percurso da 1.ª Volta a Portugal em Bicicleta, 90 anos depois. Não se trata de uma corrida, pelo contrário querem provar que qualquer um o pode fazer e promover o uso da bicicleta como meio de transporte pessoal. “Dar a volta” parte para a estrada esta quarta-feira, de Lisboa a Setúbal, tal como em 26 de abril de 1927.

    Ricardo Rosa

  • Casa Madonna di Fatima em Roma é um lar de idosos com 9 irmãs portuguesas
    4:29

    Mundo

    A mais antiga igreja dedicada à Senhora de Fátima em Roma tem mais de 50 anos. Foi construída pelas franciscanas hospitaleiras do Imaculado Coração, uma congregação fundada em Portugal. Hoje, as religiosas portuguesas gerem um lar na mesma rua, mas o templo foi entregue a uma congregação italiana.