sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Hino francês tocará na próxima jornada da Liga Inglesa de futebol

O hino nacional francês, A Marselhesa, será ouvido em todos os jogos do próximo fim de semana na Liga Inglesa de futebol, num gesto de solidariedade após os atentados de Paris, anunciou hoje a 'Premier League'.

Reuters

Reuters

© Reuters Staff / Reuters

A decisão surge depois de na terça-feira, no particular entre Inglaterra e França (2-0), em Wembley, todos os adeptos terem cantado A Marselhesa, quatro dias após os ataques que causaram 129 mortos e mais de 350 feridos.

"Tendo em conta o quão próximo estamos, bem como as relações entre ambos, tocar A Marselhesa é um ato de solidariedade e a memória de que é a coisa certa a fazer", disse em comunicado o presidente da 'Premier League', Richard Scudamore.

O responsável reafirmou que todos estão tristes e profundamente chocados com os acontecimentos de sexta-feira em Paris.

"Foi um ataque a pessoas que aproveitavam a liberdade de todos os dias, como ir a um bar, a um concerto ou a um jogo de futebol, e isso tem impacto nos adeptos do futebol e no público em todo o Reino Unido", acrescentou.

A Liga Inglesa terá entre sábado e segunda-feira os seus dez jogos da 13.ª jornada.

Lusa

  • "O que é isto, mamã?"
    36:23
  • O ensino à distância em Portugal
    4:12

    País

    Em Portugal, o ensino básico e secundário à distância já conta com 300 alunos e com a preciosa ajuda das novas tecnologias. É através do computador que a escola viaja e acompanha os alunos, alguns com doenças que não os permitem ir às aulas, outros que são atletas de alta competição e que têm a maior parte do tempo ocupado por treinos ou ainda os que fazem parte de famílias itenerantes, como é o caso dos que vivem no circo e andam de terra em terra.

  • Aprender a jogar badminton ao ritmo do samba
    2:54

    Mundo

    No Brasil, a correspondente da SIC foi conhecer um projeto social no Rio de Janeiro que mistura samba e desporto. Um desporto que ainda é pouco praticado mas que tem sido fundamental para transformar a vida de jovens das favelas e para descobrir novos talentos do badminton brasileiro.

    Correspondente SIC