sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Polícia belga lança novos raides nos arredores de Bruxelas

A polícia belga lançou novos raides nos arredores de Bruxelas, em mais uma megaoperação relacionada com os atentados de Paris. No bairro de Molenbeek e noutras áreas da periferia da capital belga, as autoridades procuram mais informações sobre o bombista suicida Bilal Hadfi, que se fez explodir junto ao Estádio de França, em Paris. Há pelo menos uma pessoa detida, noutra operação não diretamente ligada à investigação dos ataques de sexta-feira.

© Yves Herman / Reuters

São sete as operaçãos em curso, uma delas decorre separadamente da investigação oficial aos atentados de Paris, adiantou um porta-voz da procuradoria belga. De acordo com a Reuters, foi feita pelo menos uma detenção.

A polícia fez buscas a locais relacionados com Bilal Hadfi, um dos bombistas suicidas de Paris.

Outra operação também teve lugar numa morada ligada a Salah Abdeslam, um dos suspeitos alvo de um mandado de captura.

Já hoje, no Parlamento, o primeiro-ministro belga rejeitou as recentes criticas aos serviços de segurança da Bélgica. Charles Michel diz que as acusações que considera injustas vêm denegrir o trabalho das forças nacionais.

O chefe do Goverbo belga apelou também à unidade nacional e à cooperação internacional. Aos deputados anunciou um pacote de medidas adicionais de luta contra o terrorismo, um financiamento extra de 400 milhões de euros e mais meios humanos para a segurança nacional.

  • Imagens de videovigilância mostram início do ataque em Paris
    0:55

    Ataques em Paris

    As primeiras imagens de videovigilância dos atentados de sexta feira, em Paris, mostram o momento em que se iniciou o tiroteio no restaurante Casa Nostra, no 11º bairro. Os disparos, de duas armas automáticas não atingiram ninguém no interior da pizzaria mas no exterior, os dois homens terão matado pelo menos seis pessoas e ferido oito.

  • Mentor dos ataques de Paris terá sido abatido
    2:23

    Ataques em Paris

    O organizador dos ataques de Paris terá morrido esta quarta-feira. A informação é avançada pelo Washington Post, que cita fontes dos serviços de informações. Abdelhamid Abaaoud foi o alvo da operação anti-terrorista desta madrugada, nos arredores de Paris. A intervenção em Saint-Denis provocou três mortos e oito detidos, e ferimentos em cinco polícias. A polícia forense investiga ainda a identidade de duas das vítimas mortais.

  • Moção de censura "dá voz à indignação de muitos portugueses"
    1:13

    País

    O CDS entregou, no gabinete do presidente da Assembleia da República, a moção de censura ao Governo. O deputado Nuno Magalhães diz que o documento é a voz de todos os portugueses que ficaram indignados com a falência dos serviços do Estado nos incêndios e acrescenta ainda que cabe agora aos partidos da esquerda avaliarem se houve falhas e se foram graves o suficiente para censurarem o Governo.

  • "Miúdos de 5 e 6 anos a perguntar: a minha casa ardeu, o meu pai está queimado?"
    4:55
  • Presidente visita zonas afetadas pelos fogos
    2:00

    País

    Numa visita inesperada, o Presidente da República esteve esta manhã em Vouzela, um dos concelhos mais atingidos pelos incêndios. Marcelo Rebelo de Sousa vai estar nos próximos dias no distrito de Viseu.

  • "Viverei com o peso na consciência até ao último dia"
    3:00
  • A fotografia que está a correr (e a impressionar) o Mundo

    Mundo

    A fotografia de uma cadela a carregar, na boca, o cadáver calcinado da cria está a comover o mundo. Entre as muitas fotografias que mostram o cenário causado pelos incêndios que devastaram a Galiza nos últimos dias, esta está a causar especial impacto. O registo é do fotógrafo Salvador Sas, da agência EFE. A imagem pode impressionar os mais sensíveis.

  • Tondela corta relações institucionais com Belenenses

    Desporto

    O Tondela anunciou esta quinta-feira o corte de relações institucionais com o Belenenses, que vai defrontar no domingo para a nona jornada da I Liga de futebol, na sequência do diferendo pelo não adiamento do jogo devido aos incêndios.