sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Polícia belga lança novos raides nos arredores de Bruxelas

A polícia belga lançou novos raides nos arredores de Bruxelas, em mais uma megaoperação relacionada com os atentados de Paris. No bairro de Molenbeek e noutras áreas da periferia da capital belga, as autoridades procuram mais informações sobre o bombista suicida Bilal Hadfi, que se fez explodir junto ao Estádio de França, em Paris. Há pelo menos uma pessoa detida, noutra operação não diretamente ligada à investigação dos ataques de sexta-feira.

© Yves Herman / Reuters

São sete as operaçãos em curso, uma delas decorre separadamente da investigação oficial aos atentados de Paris, adiantou um porta-voz da procuradoria belga. De acordo com a Reuters, foi feita pelo menos uma detenção.

A polícia fez buscas a locais relacionados com Bilal Hadfi, um dos bombistas suicidas de Paris.

Outra operação também teve lugar numa morada ligada a Salah Abdeslam, um dos suspeitos alvo de um mandado de captura.

Já hoje, no Parlamento, o primeiro-ministro belga rejeitou as recentes criticas aos serviços de segurança da Bélgica. Charles Michel diz que as acusações que considera injustas vêm denegrir o trabalho das forças nacionais.

O chefe do Goverbo belga apelou também à unidade nacional e à cooperação internacional. Aos deputados anunciou um pacote de medidas adicionais de luta contra o terrorismo, um financiamento extra de 400 milhões de euros e mais meios humanos para a segurança nacional.

  • Imagens de videovigilância mostram início do ataque em Paris
    0:55

    Ataques em Paris

    As primeiras imagens de videovigilância dos atentados de sexta feira, em Paris, mostram o momento em que se iniciou o tiroteio no restaurante Casa Nostra, no 11º bairro. Os disparos, de duas armas automáticas não atingiram ninguém no interior da pizzaria mas no exterior, os dois homens terão matado pelo menos seis pessoas e ferido oito.

  • Mentor dos ataques de Paris terá sido abatido
    2:23

    Ataques em Paris

    O organizador dos ataques de Paris terá morrido esta quarta-feira. A informação é avançada pelo Washington Post, que cita fontes dos serviços de informações. Abdelhamid Abaaoud foi o alvo da operação anti-terrorista desta madrugada, nos arredores de Paris. A intervenção em Saint-Denis provocou três mortos e oito detidos, e ferimentos em cinco polícias. A polícia forense investiga ainda a identidade de duas das vítimas mortais.

  • Assalto à base militar de Tancos
    0:42

    País

    Várias granadas e munições foram roubadas dos paióis da base militar de Tancos. A Polícia Judiciária Militar já está a investigar.

  • Detido antigo diretor regional do BES na Madeira

    Queda do BES

    Foi detido o antigo diretor do Banco Espírito Santo da Madeira, no âmbito do chamado processo ao Universo GES. João Alexandre Silva tinha sido também o representante do BES na Venezuela, onde a instituição portuguesa abriu várias agências em diversas cidades e tinha cerca de 7600 clientes domiciliados.

    Notícia SIC

  • Couves, arroz integral e bróculos biológicos com pesticidas sintéticos
    2:29
  • ASAE apreende leite com água oxigenada para fabrico de queijo

    Economia

    A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu leite com água oxigenada, destinado ao fabrico de queijo. As investigações decorreram nos últimos dois meses e foram dirigidas a vários produtores de leite. As investigações iniciaram-se com a deteção de uma viatura para transporte do leite sem qualquer sistema de refrigeração.

  • Crise na Venezuela faz aumentar casos de desnutrição infantil
    2:13
  • Mulher mata namorado em brincadeira com arma no Youtube

    Mundo

    Uma mulher do Minnesota, nos EUA, está a ser acusada de disparar mortalmente sobre o namorado quando ambos faziam um vídeo para publicar no Youtube. Monaliza Perez, de 20 anos, foi detida depois de disparar sobre Pedro Ruiz, que segurava um livro junto ao seu peito, confiante que seria o suficiente para parar a bala.

  • Comissão Europeia adota plano contra resistência a antibióticos

    Mundo

    A Comissão Europeia adotou, hoje, um plano para combater a resistência aos antibióticos, uma ameaça que mata anualmente 25 mil pessoas na União Europeia (UE) e custa 1,5 mil milhões de euros. Em paralelo ao plano, apresenta ainda regras para um "uso prudente de antibióticos".