sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Polícia belga lança novos raides nos arredores de Bruxelas

A polícia belga lançou novos raides nos arredores de Bruxelas, em mais uma megaoperação relacionada com os atentados de Paris. No bairro de Molenbeek e noutras áreas da periferia da capital belga, as autoridades procuram mais informações sobre o bombista suicida Bilal Hadfi, que se fez explodir junto ao Estádio de França, em Paris. Há pelo menos uma pessoa detida, noutra operação não diretamente ligada à investigação dos ataques de sexta-feira.

© Yves Herman / Reuters

São sete as operaçãos em curso, uma delas decorre separadamente da investigação oficial aos atentados de Paris, adiantou um porta-voz da procuradoria belga. De acordo com a Reuters, foi feita pelo menos uma detenção.

A polícia fez buscas a locais relacionados com Bilal Hadfi, um dos bombistas suicidas de Paris.

Outra operação também teve lugar numa morada ligada a Salah Abdeslam, um dos suspeitos alvo de um mandado de captura.

Já hoje, no Parlamento, o primeiro-ministro belga rejeitou as recentes criticas aos serviços de segurança da Bélgica. Charles Michel diz que as acusações que considera injustas vêm denegrir o trabalho das forças nacionais.

O chefe do Goverbo belga apelou também à unidade nacional e à cooperação internacional. Aos deputados anunciou um pacote de medidas adicionais de luta contra o terrorismo, um financiamento extra de 400 milhões de euros e mais meios humanos para a segurança nacional.

  • Imagens de videovigilância mostram início do ataque em Paris
    0:55

    Ataques em Paris

    As primeiras imagens de videovigilância dos atentados de sexta feira, em Paris, mostram o momento em que se iniciou o tiroteio no restaurante Casa Nostra, no 11º bairro. Os disparos, de duas armas automáticas não atingiram ninguém no interior da pizzaria mas no exterior, os dois homens terão matado pelo menos seis pessoas e ferido oito.

  • Mentor dos ataques de Paris terá sido abatido
    2:23

    Ataques em Paris

    O organizador dos ataques de Paris terá morrido esta quarta-feira. A informação é avançada pelo Washington Post, que cita fontes dos serviços de informações. Abdelhamid Abaaoud foi o alvo da operação anti-terrorista desta madrugada, nos arredores de Paris. A intervenção em Saint-Denis provocou três mortos e oito detidos, e ferimentos em cinco polícias. A polícia forense investiga ainda a identidade de duas das vítimas mortais.

  • Passos explica porque se sentiu irritado com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o Presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas de que foi alvo.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.