sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Bélgica defende que cidadãos europeus devem ser controlados ao entrarem na UE

Bélgica defende que cidadãos europeus devem ser controlados ao entrarem na UE

A Bélgica defende que também os cidadãos europeus devem ser controlados, ao entrarem na União Europeia. O ministro belga do Interior, Jan Jambon, está ao lado da França também na defesa do registo de dados de passageiros. Uma questão que tem estado bloqueada no Parlamento Europeu e que os 28 fazem agora pressão para que avance.

  • França quer ver reforçado controlo das fronteiras da UE
    1:51

    Ataques em Paris

    A França quer ver reforçado o controlo das fronteiras externas mas também das fronteiras internas da União Europeia. O ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, defende ainda o registo de passageiros que viajam entre países europeus e quer um maior controlo do tráfico de armas. São alguns dos pontos discutidos hoje no Conselho de Ministros da Administração Interna e da Justiça que se encontram em Bruxelas.

  • Autoridades montam grande operação com rusgas em vários pontos de França
    1:39

    Ataques em Paris

    As autoridades têm montada uma grande operação com rusgas em vários pontos de França. A polícia francesa procura mais pistas sobre os terroristas, ao mesmo tempo que os familiares das vítimas começam a preparar os funerais.Em Paris continua esta noite a mega operação montada pelas forças de segurança francesas. As rusgas continuam em todo o território como nos relata o enviado especial da SIC, Rui Pedro Reis.

  • Abaaoud envolvido em 4 de 6 ataques falhados em França
    2:24

    Mundo

    O alegado cérebro dos atentados de Paris este envolvido em quatro de seis ataques evitados pelos serviços secretos franceses desde a primavera, revelou o ministro do Interior. As autoridades não sabiam que o belga Abdelhamid Abaaoud estava na Europa até ontem, quando foi morto no raide em Saint-Denis.

  • Marido de idosa que morreu na Sertã teve de caminhar durante duas horas para pedir ajuda
    1:44

    País

    A Altice garantiu esta sexta-feira que tentou agendar, por duas vezes, a reposição da linha telefónica na casa da idosa da Sertã, que morreu na semana passada por não ter comunicações que permitissem um socorro rápido. A mulher sentiu-se mal e o marido teve de caminhar durante duas horas para conseguir chegar à casa do vizinho mais próximo e pedir ajuda.

  • "No meu bairro perguntam-me se a medalha é de ouro e dizem que ma vão roubar e vender"
    4:46
  • Como é que alguém (Rúben Semedo) com tanto pode perder tudo?
    3:05