sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Prima do alegado "cérebro" dos ataques não se fez explodir

A prima do alegado "cérebro" dos ataques de Paris, que morreu no cerco policial de quarta-feira num subúrbio parisiense, não se fez explodir, ao contrário do que foi divulgado inicialmente, indicou hoje uma fonte da polícia.

(arquivo)

(arquivo)

© Benoit Tessier / Reuters

Os investigadores afirmaram inicialmente que no dia do assalto policial ao bairro de Saint-Denis, a norte de Paris, uma das pessoas que estavam cercadas dentro de um apartamentorug tinha detonado um colete de explosivos, confirmando na altura de que se tratava de uma mulher suicida.

Uma fonte policial, citada pela agência francesa AFP, afirmou hoje que o suicida era de facto um homem, e não uma mulher.

Hasna Aitboulahcen foi identificada como prima do alegado "cérebro" dos atentados da passada sexta-feira em Paris, Abdelhamid Abaaoud, que acabou por morrer durante a operação das forças especiais francesas em Saint-Denis.

Os atentados, reivindicados pelo grupo extremista, Estado Islâmico, provocaram 130 mortos e cerca de 350 feridos.

A operação das forças especiais francesas lançada na madrugada de quarta-feira em Saint Denis, que se prolongou por sete horas, visava capturar Abaaoud, depois de elementos do inquérito, obtidos através de escutas, vigilância e testemunhos, que "faziam crer" que Abdelhamid Abaooud estava no apartamento visado pelas forças especiais.

A procuradoria de Paris anunciou hoje ter sido encontrado um terceiro corpo nos destroços do apartamento.

Lusa

  • Terceiro corpo encontrado em Saint-Denis, segundo foi identificado

    Ataques em Paris

    Foi encontrado mais um corpo, de uma mulher, no apartamento em Saint-Denis, nos arredores de Paris, alvo do raide policial de quarta-feira. Sobe assim para três o número de vítimas mortais da operação, no âmbito da investigação aos atentados de há uma semana. Das duas mulheres encontradas, está confirmada a identidade de uma: Hasna Aitboulahcen, a mulher que se julga ser a bombista suicida que se fez explodir no decorrer da rusga.

  • Depois do Fogo
    0:25

    Reportagem Especial

    Uma semana depois do incêndio de Pedrogão Grande são muitas as histórias de perda e de sobrevivência, mas também de solidariedade de pessoas anónimas, que não dormiram durante dias a fio, para apoiar na logística do difícil combate ao incêndio florestal mais mortífero de que há memória. Depois do Fogo, hoje no Jornal da Noite.

  • Portugal "precisa avançar no trabalho" para reduzir crédito malparado
    1:36

    Economia

    Bruxelas recomenda e insiste que o Governo português avance no trabalho para resolver o crédito malparado. Em entrevista à SIC e ao Expresso, o vice-Presidente da Comissão para o Euro e Estabilidade Financeira, Valdis Dombrovskis, adianta que Bruxelas está também a preparar um Plano de Ação ao nível europeu.

    Entrevista SIC/Expresso

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.