sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Rússia oferece cão à França como testemunho de solidariedade

A Rússia decidiu hoje oferecer um cão à França como testemunho de solidariedade, depois de as forças policiais francesas terem perdido um animal idêntico na operação antiterrorista em Paris.

A informação foi dada nas redes sociais. No Facebook, para além da fotografia do cão, foi partilhado um texto onde se informa que é um cão de serviço e que se chama Dobrynia, "em homenagem ao lendário herói russo com o mesmo nome, que é o símbolo da força, da bondade, da coragem e do altruísmo". Na mesma mensagem, pode ler-se, também, que o cão "será entregue à França como testemunho da solidariedade para com o povo e a polícia franceses no âmbito da luta contra o terrorismo".

Recorde-se que a cadela Diesel, um pastor belga de sete anos que integrava a unidade antiterrorista, perdida pelas autoridades francesas foi morta durante a operação antiterrorista em Saint Denis, a norte de Paris. E foi na rede social Twitter que a notícia foi partilhada.

  • Desconhece-se a identidade do terceiro corpo encontrado em Saint-Denis
    2:52

    Ataques em Paris

    O ataque das forças policiais francesas há dois dias em Saint Denis fez três mortos. Entre eles está o cérebro de todas as operações. Também uma prima de Abdelhamid Abaoud. Não se sabe a identidade do terceiro. Numa altura em que continuam as buscas para se encontrar Sala Abdeslamn, o presumível terrorista que continua a monte desde a semana passada.

  • Quem é Abdelhamid Abaaoud?
    1:39

    Ataques em Paris

    Abdelhamid Abaaoud, o cérebro dos atentados de Paris, nasceu numa família abastada e é responsável pela radicalização de dezenas de jovens muçulmanos. Entre eles o irmão de 13 anos que se encontra na Síria.

  • Controlo das fronteiras na UE será reforçado
    1:42

    Ataques em Paris

    Os ministros do Interior da França e da Bélgica querem um reforço no controlo das fronteiras dentro da União Europeia e a criação de um sistema de registo de passageiros. São duas das medidas que estão hoje em discussão na reunião dos ministros do Interior e Administração Interna da União. O Parlamento Europeu não se tem mostrado disponível para discutir estas medidas mas os atentados de Paris podem alterar esta posição.

  • Mentor dos ataques de Paris recrutou combatentes em países europeus
    2:41

    Ataques em Paris

    O cérebro de toda esta operação, apesar de referenciado pelas autoridades europeias, e mesmo tempo um mandando de captura, conseguiu circular um pouco por toda a Europa. Na altura dos atentados em Paris, e apesar de se pensar que estava na Síria, estava afinal nos arredores da capital francesa. Terá recrutado homens e mulheres em Espanha e viajado para a Turquia com o consentimento das autoridades alemãs.

  • Terceiro corpo encontrado em Saint-Denis, segundo foi identificado

    Ataques em Paris

    Foi encontrado mais um corpo, de uma mulher, no apartamento em Saint-Denis, nos arredores de Paris, alvo do raide policial de quarta-feira. Sobe assim para três o número de vítimas mortais da operação, no âmbito da investigação aos atentados de há uma semana. Das duas mulheres encontradas, está confirmada a identidade de uma: Hasna Aitboulahcen, a mulher que se julga ser a bombista suicida que se fez explodir no decorrer da rusga.

  • França quer ver reforçado controlo das fronteiras da UE
    1:51

    Ataques em Paris

    A França quer ver reforçado o controlo das fronteiras externas mas também das fronteiras internas da União Europeia. O ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, defende ainda o registo de passageiros que viajam entre países europeus e quer um maior controlo do tráfico de armas. São alguns dos pontos discutidos hoje no Conselho de Ministros da Administração Interna e da Justiça que se encontram em Bruxelas.

  • Marcelo já sabia da substituição do embaixador de Angola
    4:00

    País

    O Presidente da República sabia há bastante tempo da substituição do embaixador de Angola em Lisboa e já tinha aprovado o nome do futuro representante de Luanda. A revelação foi feita, esta terça-feira, por Marcelo Rebelo de Sousa, numa conversa exclusiva com a SIC no Palácio de Belém. O Presidente contou ainda que não vai enviar recados ao Governo nem aos partidos no discurso de 25 abril que vai fazer na Assembleia da República.

    Exclusivo SIC

  • "O ministro não escondeu nem tapou"
    1:20

    Economia

    Pedro Santana Lopes falou pela primeira vez sobre a auditoria feita à Santa Casa no período em que foi provedor. Esta terça-feira, na SIC Notícias, Santana Lopes desvalorizou as irregularidades e defendeu o ministro do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social, Vieira da Silva.

    Pedro Santana Lopes

  • Constitucional chumba algumas normas da lei de barrigas de aluguer

    País

    O Tribunal Constitucional chumbou algumas normas do acórdão sobre as barrigas de aluguer. De acordo com o Expresso, a decisão já foi comunicada à Assembleia da República. A obrigatoriedade da regulamentação da lei ser feita pelo Parlamento e não pelo Governo terá sido unânime.

  • A história do bebé que continua a lutar pela vida depois de terem desligado as máquinas

    Mundo

    Alfie Evans sofre de uma doença cerebral degenerativa. A sua condição levou o caso à justiça e, depois de uma batalha judicial entre os pais e o hospital, os juízes determinaram que as máquinas do suporte artificial de vida fossem desligadas. Apesar de os aparelhos terem sido desligados na segunda-feira à noite, segundo os pais, a criança de 23 meses continua a lutar pela vida, respirando sozinha.

    SIC

  • O 10 de julho de 1941 na escrita de João Pinto Coelho
    15:09
  • Chegaram os brinquedos de cartão para a consola
    6:24
  • Marinha resgata 138 migrantes ao largo de Lampedusa

    País

    A fragata da Marinha portuguesa D. Francisco de Almeida resgatou esta terça-feira, ao largo da ilha de Lampedusa, em Itália, 138 migrantes, entre eles 15 mulheres e oito bebés, disse à Lusa fonte do Estado-Maior-General das Forças Armadas.

  • O recado de Donald Trump à Coreia do Norte 

    Mundo

    O Presidente norte-americano, Donald Trump, exortou Pyongyang a eliminar todo o seu arsenal nuclear, precisando o que queria dizer exatamente ao apelar para a "desnuclearização" do regime totalitário, antes de uma aguardada cimeira com o líder norte-coreano.

  • O vestido de noiva de Megan Markle
    1:17