sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Rússia oferece cão à França como testemunho de solidariedade

A Rússia decidiu hoje oferecer um cão à França como testemunho de solidariedade, depois de as forças policiais francesas terem perdido um animal idêntico na operação antiterrorista em Paris.

A informação foi dada nas redes sociais. No Facebook, para além da fotografia do cão, foi partilhado um texto onde se informa que é um cão de serviço e que se chama Dobrynia, "em homenagem ao lendário herói russo com o mesmo nome, que é o símbolo da força, da bondade, da coragem e do altruísmo". Na mesma mensagem, pode ler-se, também, que o cão "será entregue à França como testemunho da solidariedade para com o povo e a polícia franceses no âmbito da luta contra o terrorismo".

Recorde-se que a cadela Diesel, um pastor belga de sete anos que integrava a unidade antiterrorista, perdida pelas autoridades francesas foi morta durante a operação antiterrorista em Saint Denis, a norte de Paris. E foi na rede social Twitter que a notícia foi partilhada.

  • Desconhece-se a identidade do terceiro corpo encontrado em Saint-Denis
    2:52

    Ataques em Paris

    O ataque das forças policiais francesas há dois dias em Saint Denis fez três mortos. Entre eles está o cérebro de todas as operações. Também uma prima de Abdelhamid Abaoud. Não se sabe a identidade do terceiro. Numa altura em que continuam as buscas para se encontrar Sala Abdeslamn, o presumível terrorista que continua a monte desde a semana passada.

  • Quem é Abdelhamid Abaaoud?
    1:39

    Ataques em Paris

    Abdelhamid Abaaoud, o cérebro dos atentados de Paris, nasceu numa família abastada e é responsável pela radicalização de dezenas de jovens muçulmanos. Entre eles o irmão de 13 anos que se encontra na Síria.

  • Controlo das fronteiras na UE será reforçado
    1:42

    Ataques em Paris

    Os ministros do Interior da França e da Bélgica querem um reforço no controlo das fronteiras dentro da União Europeia e a criação de um sistema de registo de passageiros. São duas das medidas que estão hoje em discussão na reunião dos ministros do Interior e Administração Interna da União. O Parlamento Europeu não se tem mostrado disponível para discutir estas medidas mas os atentados de Paris podem alterar esta posição.

  • Mentor dos ataques de Paris recrutou combatentes em países europeus
    2:41

    Ataques em Paris

    O cérebro de toda esta operação, apesar de referenciado pelas autoridades europeias, e mesmo tempo um mandando de captura, conseguiu circular um pouco por toda a Europa. Na altura dos atentados em Paris, e apesar de se pensar que estava na Síria, estava afinal nos arredores da capital francesa. Terá recrutado homens e mulheres em Espanha e viajado para a Turquia com o consentimento das autoridades alemãs.

  • Terceiro corpo encontrado em Saint-Denis, segundo foi identificado

    Ataques em Paris

    Foi encontrado mais um corpo, de uma mulher, no apartamento em Saint-Denis, nos arredores de Paris, alvo do raide policial de quarta-feira. Sobe assim para três o número de vítimas mortais da operação, no âmbito da investigação aos atentados de há uma semana. Das duas mulheres encontradas, está confirmada a identidade de uma: Hasna Aitboulahcen, a mulher que se julga ser a bombista suicida que se fez explodir no decorrer da rusga.

  • França quer ver reforçado controlo das fronteiras da UE
    1:51

    Ataques em Paris

    A França quer ver reforçado o controlo das fronteiras externas mas também das fronteiras internas da União Europeia. O ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, defende ainda o registo de passageiros que viajam entre países europeus e quer um maior controlo do tráfico de armas. São alguns dos pontos discutidos hoje no Conselho de Ministros da Administração Interna e da Justiça que se encontram em Bruxelas.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Trabalhadores da saúde iniciam greve nacional

    País

    Trabalhadores da saúde estão esta sexta-feira a cumprir uma greve a nível nacional para reivindicar a admissão de novos profissionais, exigir a criação de carreiras e a aplicação das 35 horas semanais a todos os funcionários do setor.

  • Portugal a tremer de frio
    3:07

    País

    Portugal continua a registar temperaturas negativas, sobretudo no Norte do país. Em Trás-os-Montes, por exemplo, marcaram mínimas de 11 graus abaixo de zero e os termómetros desceram tanto que congelaram rios, canalizações de água e até aquecimentos de escolas. Mas nem tudo é mau pois os produtores falam em boa época para curar fumeiro.

  • Juiz brasileiro morto em acidente aéreo investigava corrupção na Petrobras
    1:28
  • Zoo da Indonésia acusado de querer matar ursos à fome

    Mundo

    Um grupo de ativistas da Indonésia acusa o Jardim Zoológico de Bandung de estar a matar à fome os seus animais, incluindo os ursos-do-sol, para ser fechado. Um vídeo recentemente publicado mostra os ursos, que aparecem muito magros e a implorar por comida.

  • Podem as plantas ver, ouvir e até reagir?

    Mundo

    Um professor de Ciências Vegetais da Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, passou quatro décadas a investigar as relações entre vegetais e insetos. Na visão de Jack Schultz, as plantas são "como animais muito lentos", que conseguem ver, ouvir, cheirar e até têm comportamentos próprios.