sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Bélgica aumenta alerta de terrorismo para nível máximo

galeria de fotos

A Bélgica aumentou para o nível máximo o alerta de terrorismo, que significa "ameaça iminente", anunciaram hoje as autoridades belgas. O primiero-ministro belga, Charles Michel, disse esta manhã que o alerta máximo se baseou em "informações precisas" de que existe uma ameaça elevada de ataques com "armas e explosivos".

O dispositivo policial e militar que patrulha as ruas de Bruxelas foi reforçado.

O dispositivo policial e militar que patrulha as ruas de Bruxelas foi reforçado.

© Youssef Boudlal / Reuters

© Youssef Boudlal / Reuters

© Francois Lenoir / Reuters

© Youssef Boudlal / Reuters

© Youssef Boudlal / Reuters

© Francois Lenoir / Reuters

© Francois Lenoir / Reuters

© Francois Lenoir / Reuters

© Francois Lenoir / Reuters

© Youssef Boudlal / Reuters

De acordo com o diário belga La Dernière Heure, "um importante arsenal de explosivos e produtos químicos" terá sido descoberto pela polícia belga em operações de buscas realizadas na sexta-feira à noite na comuna de Molenbeek, informação ainda não confirmada pelas autoridades.

Apelando à população para estar "prudente e vigilante mas sem entrar em pânico", Charles Michel anunciou a entrada em vigor de medidas imediatamente operacionais em quatro domínios: a diminuição do número de grandes eventos públicos, restrições em matéria de transportes públicos, reforço da capacidade de mobilização de polícias e militares, e a abertura de uma linha telefónica (1771) dirigida ao centro de crise.

"Recomendamos à população que respeite o conjunto de conselhos de segurança e se mantenha informada, utilizando as vias de comunicação oficiais", declarou o primeiro-ministro em conferência de imprensa, hoje, em Bruxelas.

"Após a última avaliação, o gabinete de crise aumentou o alerta para o nível quatro, o que significa uma séria ameaça na região de Bruxelas", refere a declaração divulgada uma semana após os ataques do Daesh em Paris e que fez 130 mortos.

"A análise que foi efetuada demonstra uma ameaça séria que requer medidas específicas de segurança assim como a divulgação de recomendações especiais junto da população", acrescenta o gabinete de crise que depende do Ministério do Interior.

Em Bruxelas, a circulação do Metro vai estar suspensa ao longo deste sábado. A empresa de transportes públicos de Bruxelas STIB explicou que a situação será avaliada diariamente, e que não afecta os autocarros.

O Centro de Crises belga tinha aconselhado o Governo da região de Bruxelas a interromper a circulação do metro no fim de semana.

Segundo o Centro, é importante difundir o quanto antes a informação do aumento do alerta de segurança "para que toda a gente esteja informada a partir desta manhã".

O Centro de Crises aconselha também as autoridades administrativas dos 19 distritos da região de Bruxelas a cancelar grandes eventos e a levar a cabo "uma comunicação dirigida à população" para que evitem lugares com grandes ajuntamentos de pessoas.

(EM ATUALIZAÇÃO)

  • PM belga diz que há um risco muito elevado de ataques com armas e explosivos
    2:23

    Ataques em Paris

    A Bélgica aumentou para o nível máximo o alerta de ameaça terrorista. Em Bruxelas, a circulação do Metro vai estar suspensa ao longo do dia e há centenas de polícias e militares nas ruas. Após uma última análise, o gabinete de crise coloca agora em 4 o nível de alerta perante uma ameaça iminente de atentado. O primeiro ministro, Charles Michel, disse que os serviços de informações consideram que há um risco muito elevado de ataques com armas e explosivos na região da capital.

  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".

  • Monumentos de 7 mil cidades às escuras por 1 hora
    2:51
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.