sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Operação antiterrorismo em Bruxelas terminou com 16 detenções

Em Bruxelas, várias zonas da capital belga como a Grand-Place, Molenbeek, Etterbeek e Schaerbeek foram passadas a pente fino pela polícia, em colaboração com o exército. Até ao momento, e segundo a informação revelada pelo procurador belga, 16 pessoas foram detidas.

(Arquivo/Reuters)

(Arquivo/Reuters)

© Yves Herman / Reuters

No total foram realizados 19 raides pela polícia, em diversos locais considerados suspeitos, numa operação que juntou esforços da polícia e também de forças militares.

Segundo as autoridades da Bélgica, Salah Abdeslam, alegado mentor dos ataques de Paris, não está entre os detidos e continua assim em fuga, em paradeiro incerto.

A polícia confirma que intercetou esta noite um carro que tentou abalroar em Molembeek, mas não se tratava do alegado mentor dos ataques de Paris. Salah Abdeslam continua em fuga.

  • Famílias das vítimas de Pedrógão criam associação para apurar responsabilidades
    2:13
  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15