sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em França levam Polónia a reforçar controlo fronteiriço

O ministro do Interior da Polónia, Mariusz Blaszczak, anunciou hoje que o país vai reforçar os controlos das fronteiras exteriores do espaço Schengen (de livre circulação) "para garantir a segurança dos seus cidadãos".

© Kacper Pempel / Reuters

"Queremos voltar a ter guardas fronteiriços nos pontos onde a sua presença deixou de existir nos últimos anos", disse hoje o ministro numa entrevista à rádio pública polaca.

O governante sublinhou que os controlos podem visar qualquer viajante que pretenda entrar no espaço Schengen através das fronteiras polacas, o que inclui tanto os cidadãos extracomunitários como os nacionais de países da União Europeia.

O ministro polaco não esclareceu se a medida, adotada após os atentados 'jihadistas' de Paris, será transitória ou permanente.

O anúncio tem lugar depois de, na passada sexta-feira, os ministros da Justiça e do Interior da União Europeia terem mostrado a sua vontade de reforçar os controlos das fronteiras exteriores para reforçar a segurança interna.

"Garantir a segurança dos polacos é de suma importância", assinalou Blaszczak, que tomou posse a semana passada, tal como o resto do governo, liderado pelo partido nacionalista conservador Lei e Justiça.

Blaszczak, que classificou de "errada" a decisão do anterior governo de acolher 7.000 refugiados, no âmbito das quotas definidas por Bruxelas, acrescentou que Varsóvia não vai ceder "a ideologias do politicamente correto".

Lusa

  • Chamas passaram por cima da A23
    1:06

    País

    A A23 esteve cortada ao longo do dia por causa do fumo e das chamas. Em direto para a SIC Notícias, perto das 18h30, os repórteres da SIC presenciaram o momento em que o fogo passou por cima da autoestrada da Beira Interior.

  • Várias povoações evacuadas no concelho de Nisa

    País

    Várias povoações do concelho de Nisa, no distrito de Portalegre, foram esta quarta-feira à noite evacuadas, devido à ameaça do incêndio que lavra no concelho, disse à agência Lusa a presidente do município, Idalina Trindade.

  • "Só numa ditadura é possível tentar esconder o número de vítimas"
    0:51

    Tragédia em Pedrógão Grande

    O primeiro-ministro diz que é "lamentável" a tentativa de aproveitamento político à volta dos incêndios. António Costa esteve esta quarta-feira à tarde na Autoridade Nacional de Proteção Civil e, no final do briefing, disse que é preciso confiança nas instituições do Estado. O primeiro-ministro deixou ainda muitas críticas à oposição no caso da lista de vítimas de Pedrógão Grande.

  • E os 10 mais ricos de Portugal são...

    Economia

    A família Amorim lidera a lista dos mais ricos do país, com uma fortuna avaliada em 3840 milhões de euros. Em segundo lugar surge Alexandre Soares dos Santos com 2532 milhões de euros. A família Guimarães de Mello ainda entra para o top 3, com um valor de 1471 milhões de euros. A lista foi elaborada pela revista EXAME, que conclui que os ricos estão ainda mais ricos, pela quarta vez consecutiva.

    Bárbara Ferreira

  • "Estou grávida! Estou a morrer!"
    1:14