sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Principal suspeito dos atentados em Paris terá passado por 3 controlos policiais em França

O presumível terrorista Salah Abdeslam, suspeito de ter tido um papel importante nos ataques em Paris, terá passado por três controlos policiais em França antes de fugir para a Bélgica, afirmou hoje uma fonte próxima da investigação belga.

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Charles Platiau / Reuters

Confirmando informações divulgadas numa reportagem do jornal Le Parisien/Aujourd'hui en France, esta fonte refere o testemunho de Hamza Attou, suspeito de ter infiltrado Salah Abdeslam em Bruxelas, após os ataques de 13 de novembro na capital francesa que fizeram 130 mortos e centenas de feridos.

Salah Abdeslam terá sido ainda ajudado por outro elemento identificado como Mohammed Amri.

Os três homens, que se encontraram em Paris, conheciam-se do bairro de Molenbeek, localizado nos subúrbios de Bruxelas.

Para evitar os controlos policiais, Salah Abdeslam pediu aos dois cúmplices para usarem estradas secundárias, mas eles perderam-se e acabaram por entrar numa autoestrada, segundo relatou a mesma fonte, citada pela agência francesa AFP.

A partir desse momento, Salah Abdeslam pediu-lhes para conduzirem sem excesso de velocidade.

Já na autoestrada, os suspeitos não conseguem evitar os controlos das autoridades, relatou ainda a fonte, e ao longo do percurso são mandados parar três vezes.

Os documentos de identificação dos três homens só são verificados no segundo e no terceiro controlos policiais.

No último controlo, perto de Cambrai, Salah dá aos agentes a sua morada em Molenbeek, mas, naquele momento, ainda não era procurado pelas autoridades.

A investigação sobre os ataques em Paris ainda prossegue em França e na Bélgica.

Salah Abdeslam, de 26 anos, continua ainda a monte.

Lusa

  • "Só numa ditadura é possível tentar esconder o número de vítimas"
    0:51

    Tragédia em Pedrógão Grande

    O primeiro-ministro diz que é "lamentável" a tentativa de aproveitamento político à volta dos incêndios. António Costa esteve esta quarta-feira à tarde na Autoridade Nacional de Proteção Civil e, no final do briefing, disse que é preciso confiança nas instituições do Estado. O primeiro-ministro deixou ainda muitas críticas à oposição no caso da lista de vítimas de Pedrógão Grande.

  • Sociedade de Pneumologia recomenda cuidados com calor e incêndios

    País

    A Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) alertou esta quarta-feira para os riscos respiratórios decorrentes dos incêndios e temperaturas elevadas, sobretudo para quem sofre de doenças crónicas, propondo medidas preventivas e recordando o aumento de mortalidade associado ao calor.

  • E os 10 mais ricos de Portugal são...

    Economia

    A família Amorim lidera a lista dos mais ricos do país, com uma fortuna avaliada em 3840 milhões de euros. Em segundo lugar surge Alexandre Soares dos Santos com 2532 milhões de euros. A família Guimarães de Mello ainda entra para o top 3, com um valor de 1471 milhões de euros. A lista foi elaborada pela revista EXAME, que conclui que os ricos estão ainda mais ricos, pela quarta vez consecutiva.

    Bárbara Ferreira

  • "Estou grávida! Estou a morrer!"
    1:14
  • Mulher vive sozinha numa ilha há 40 anos

    Mundo

    Zoe Lucas é a única pessoa a viver numa ilha canadiana, no norte do Atlântico. Nas últimas quatro décadas, a mulher de 67 tem partilhado a ilha Sable com cerca de 400 cavalos selvagens e 350 espécies de pássaros.