sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Tribunal belga determina detenção de suspeito dos atentados de Paris por mais 3 meses

Lazez Abraimi, um dos suspeitos de envolvimento nos atentados de Paris de 13 de novembro, ficará detido, por mais três meses, informou o seu advogado citando uma decisão hoje pronunciada por um tribunal de Bruxelas.

Reuters/Arquivo

Reuters/Arquivo

© Philippe Wojazer / Reuters

Já o nono suspeito, Abdoullah C., detido na terça-feira, irá comparecer novamente perante um tribunal de primeira instância da capital belga a 07 de janeiro, segundo o Ministério Público.

Os advogados dos dois suspeitos dos ataques, que provocaram 130 mortos, tinham pedido a sua libertação.

Abdoullah C., 30 anos e nacionalidade belga, foi detido na terça-feira durante uma operação policial na zona Norte de Bruxelas e permaneceu na prisão, por ordem de um juiz de instrução, sob as acusações de participação em atentados terroristas e em atividades de um grupo terrorista.

O homem é suspeito de manter vários contactos com Hasna Ait Boulahcen, prima do presumível 'cérebro' dos atentados de Paris, Abdelhamid Abaauoud.

Lazez Abraimi é suspeito de transportar Salah Abdeslam, envolvido nos atentados e ainda a monte, por Bruxelas, a 14 de novembro ou depois. O homem tem negado veemente qualquer ligação.

Os contactos terão acontecido nos dias seguintes aos ataques e antes da operação das forças de ordem francesas em Saint-Denis, que resultaram na morte de Hasna e Abdelhamid.

A notícia de uma nova detenção foi divulgada hoje pelo Ministério Público belga.

Na tradicional mensagem de Natal, o rei da Bélgica apelou hoje aos seus compatriotas para que "não se deixem intimidar" nem se "dividam" face à ameaça terrorista.

"Face à ameaça do terrorismo, as nossas autoridades reagiram com calma, rapidez e determinação", notou o monarca, reportando-se aos vários dias de alerta máximo, no final de novembro, em Bruxelas.

Philippe evocou os "compatriotas de origem estrangeira" e sublinhou serem "filhos e filhas" do país.

"Não devemos confundir os que abusam da sua religião, com os que a praticam dentro do respeito dos valores universais da humanidade", acrescentou o rei, pedindo "tolerância zero contra os discursos de ódio.

Lusa

  • Marcelo condecora hoje Francisco Sá Carneiro a título póstumo
    0:55

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa vai condecorar hoje Francisco Sá Carneiro, a título póstumo. A cerimónia será incluída nas celebrações do 25 de Abril. Também a título póstumo, o Presidente da República vai ainda homenagear o antigo bispo do Porto D. António Ferreira Gomes. As condecorações têm lugar esta tarde no Palácio de Belém para onde já estava marcada a condecoração do arquiteto Siza Vieira. Todos, diz Marcelo, são figuras ligadas à liberdade e democracia.

  • A fuga dos PIDES
    20:08
  • Desconhecem-se as causas do incêndio na fábrica da Tratolixo
    0:43

    País

    Os moradores de Trajouce, em São Domingos de Rana, não ganharam para o susto com um incêndio nas instalações da empresa de resíduos Tratolixo.O alerta foi dado por populares e trabalhadores da empresa. O vento foi o maior problema dos bombeiros no combate às chamas durante a noite. No local estiveram 133 homens, apoiados por 51 viaturas.Desconhecem-se para já as causas do incêndio. O incêndio foi circunscrito de madrugada, mas pode demorar algumas horas a ser dominado.

  • Duas execução no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.