sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Vestígios de explosivos encontrados em apartamento de Bruxelas onde esteve Abdeslam

Material destinado à preparação de explosivos, vestígios de explosivos e três cintos "que podem ter sido utilizados para transportar explosivos" e uma impressão digital do suspeito em fuga, Salah Abdeslam, foram descobertos num apartamento de Bruxelas, anunciou hoje a Justiça belga.

"Apelo a testemunhas", lê-se na nota, que identifica "Abdeslam Salah, nascido a 15 de setembro de 1989, em Bruxelas, e alvo de um mandado de busca".

"Apelo a testemunhas", lê-se na nota, que identifica "Abdeslam Salah, nascido a 15 de setembro de 1989, em Bruxelas, e alvo de um mandado de busca".

(SIC/ Arquivo)

Este apartamento, localizado na comuna de Schaerbeek, em Bruxelas, foi alvo de uma operação judicial a 10 de dezembro, mas esta informação não tinha sido divulgada pelas autoridades.

"O Ministério Público Federal confirmou a descoberta de materiais para a preparação de explosivos e vestígios de TATP (peróxido de acetona, um explosivo instável usada nos ataques de 13 de novembro), durante uma pesquisa conduzida no terceiro andar de um apartamento localizado em Schaerbeek, rua H. Bergé", anunciaram as autoridades judiciais em um comunicado.

"Este apartamento foi arrendado sob uma falsa identidade, que poderia ter sido usado por uma pessoa sob a qual pende uma acusação e está em prisão preventiva", refere o comunicado.

Desde os ataques de Paris, o tribunal belga indiciou 10 pessoas suspeitas de terrorismo, nove dos quais ainda estão sob custódia.

Estes indivíduos são suspeitos de ajudar Salah Abdeslam na execução dos ataques de 13 de novembro em Paris. O belga Salah Abdeslam, alvo de um mandado de detenção pelo alegado envolvimento nos atentados na capital francesa, confessou aos cúmplices que o ajudaram a fugir que participou na matança das 130 pessoas.

Quando fugiu para a Bélgica, após os ataques, Abdeslam não foi para o seu bairro de Molenbeek, em Bruxelas, tendo pedido que o conduzissem a Schaerbeerk, nos subúrbios da capital belga, onde o esperava uma terceira pessoa. Na altura, Abdeslam ter-se-á despedido dizendo que não o voltariam a ver.

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.