sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Vestígios de explosivos encontrados em apartamento de Bruxelas onde esteve Abdeslam

Material destinado à preparação de explosivos, vestígios de explosivos e três cintos "que podem ter sido utilizados para transportar explosivos" e uma impressão digital do suspeito em fuga, Salah Abdeslam, foram descobertos num apartamento de Bruxelas, anunciou hoje a Justiça belga.

"Apelo a testemunhas", lê-se na nota, que identifica "Abdeslam Salah, nascido a 15 de setembro de 1989, em Bruxelas, e alvo de um mandado de busca".

"Apelo a testemunhas", lê-se na nota, que identifica "Abdeslam Salah, nascido a 15 de setembro de 1989, em Bruxelas, e alvo de um mandado de busca".

(SIC/ Arquivo)

Este apartamento, localizado na comuna de Schaerbeek, em Bruxelas, foi alvo de uma operação judicial a 10 de dezembro, mas esta informação não tinha sido divulgada pelas autoridades.

"O Ministério Público Federal confirmou a descoberta de materiais para a preparação de explosivos e vestígios de TATP (peróxido de acetona, um explosivo instável usada nos ataques de 13 de novembro), durante uma pesquisa conduzida no terceiro andar de um apartamento localizado em Schaerbeek, rua H. Bergé", anunciaram as autoridades judiciais em um comunicado.

"Este apartamento foi arrendado sob uma falsa identidade, que poderia ter sido usado por uma pessoa sob a qual pende uma acusação e está em prisão preventiva", refere o comunicado.

Desde os ataques de Paris, o tribunal belga indiciou 10 pessoas suspeitas de terrorismo, nove dos quais ainda estão sob custódia.

Estes indivíduos são suspeitos de ajudar Salah Abdeslam na execução dos ataques de 13 de novembro em Paris. O belga Salah Abdeslam, alvo de um mandado de detenção pelo alegado envolvimento nos atentados na capital francesa, confessou aos cúmplices que o ajudaram a fugir que participou na matança das 130 pessoas.

Quando fugiu para a Bélgica, após os ataques, Abdeslam não foi para o seu bairro de Molenbeek, em Bruxelas, tendo pedido que o conduzissem a Schaerbeerk, nos subúrbios da capital belga, onde o esperava uma terceira pessoa. Na altura, Abdeslam ter-se-á despedido dizendo que não o voltariam a ver.

  • Sismo de magnitude 4,0 provoca um morto em Nápoles

    Mundo

    Um sismo de magnitude 4,0 na escala de Richter atingiu esta segunda-feira a ilha de Ísquia no golfo de Nápoles, no mar Tirreno, no sul de Itália. De acordo com o jornal La Stampa uma mulher terá morrido e dois feridos estarão em perigo de vida.

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.