sicnot

Perfil

Ataques em Paris

"Nenhuma ameaça fará a França duvidar"

"Nenhuma ameaça fará a França duvidar"

O Presidente francês, François Hollande, assegurou hoje que "nenhuma ameaça fará a França duvidar", após a difusão de um vídeo do grupo extremista Estado Islâmico em que apresenta, alegadamente, os autores dos atentados de Paris.

"Nada nos assusta, nenhuma ameaça fará a França duvidar em relação ao que tem de fazer para combater o terrorismo", disse o chefe de Estado aos jornalistas à margem de uma cerimónia oficial em Nova Deli, Índia.

"Essas imagens não fazem mais do que desqualificar os autores destes crimes", acrescentou.

"Se tomei medidas para prolongar o estado de emergência foi porque sei que esta ameaça existe e que nós não cederemos em nada, nem em relação aos meios para defendermos o nosso país nem às liberdades", indicou Hollande.

Os alegados autores do atentado de 13 de novembro tratam-se, segundo o vídeo divulgado pelo centro de propaganda do EI, Al-Hayat, de quatro belgas, três franceses e dois iraquianos que cometem atrocidades contra pessoas apresentadas como reféns.

Exprimindo-se em árabe e francês, alguns destes elementos afirmam que a sua "mensagem se dirige a todos os países que participam na coligação" 'antijihadista' liderada pelos Estados Unidos, que luta contra o Estado Islâmico na Síria e no Iraque desde setembro de 2014.

O vídeo mostra um retrato do primeiro-ministro britânico, David Cameron, acompanhado de uma frase em inglês: "Quem estiver do lado dos infiéis será o alvo das nossas espadas". A gravação descreve os 'jihadistas' como "leões" que meteram "a França de joelhos".

As imagens contêm igualmente excertos que mostram os atentados de Paris e as operações das forças de segurança francesas após os ataques.

Com Lusa

  • Marco Silva vai treinar o Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva assinou contrato com o Watford, da Liga Inglesa. O emblema que terminou a última Premier League na 17ª posição, a última antes dos lugares de descida, ganhou assim a corrida ao Crystal Palace e ao FC Porto, que também tentaram contratar o técnico.

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.