sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Detido na Argélia um suspeito de ter ligações aos ataques de Paris

Um argelino residente na Bélgica alegadamente com ligações aos ataques terroristas de 13 de novembro em Paris foi hoje detido pelo Ministério Público de Bugia, na Argélia.

Um homem com a camisola manchada de sangue é acompanhado pela polícia após o ataque ao Bataclan, Paris, 13 novembro

Um homem com a camisola manchada de sangue é acompanhado pela polícia após o ataque ao Bataclan, Paris, 13 novembro

© Philippe Wojazer / Reuters

O suspeito está em prisão preventiva em Akbou, na província de Bugia (250 quilómetros a este da capital argelina, Argel), precisou um comunicado do Ministério Público local, citado pela agência noticiosa senegalesa (AFS).

A procuradoria indica que o argelino é suspeito "de ter ligações aos ataques terroristas de Paris, perpetrados em novembro passado".

O homem foi detido na sequência de relatos de "possível envolvimento com terrorismo e participação num grupo terrorista ativo", acrescenta.

O suspeito foi detido depois de ter respondido a uma intimação do tribunal de primeira instância de Akbou, acrescentou a procuradoria, sem revelar a identidade do suspeito e o seu suposto papel nos ataques.

De acordo com o diário Le Soir d'Algérie, o detido é Zouhir Mehdaoui, de 29 anos, que terá trocado a Argélia pela Turquia, em 2012.

Apresentado como próximo de Abdelhamid Abaaoud, um dos presumíveis mentores dos ataques de Paris, Zouhir Mehdaoui viveu na Grécia, antes de se estabelecer perto de Bruxelas, onde se casou com uma belga, de acordo com o diário argelino.

Os ataques 'jihadistas' de 13 de novembro fizeram 130 mortos e dezenas de feridos em vários locais de Paris, capital francesa.

Lusa

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO ONLINE

    Rita Pedras

  • Greve na Função Pública vai afetar escolas, saúde e cultura

    País

    A greve nacional convocada para sexta-feira pela Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública (FNSTFPS) deverá afetar as escolas, a área da saúde e ainda da cultura, entre outros serviços, afirmou esta quarta-feira a dirigente sindical, Ana Avoila.

  • Marcelo comenta comparação de Centeno a Ronaldo

    País

    O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, comentou esta quarta-feira a comparação que o ministro das Finanças alemão terá feito entre Mário Centeno e Ronaldo, considerando que "quem quer que disse isso, por uma vez não pensou mal".