sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Polícia francesa detém quatro suspeitos de planear atentado em Paris

ÚLTIMA HORA

A polícia antiterrorista francesa deteve hoje quatro radicais islâmicos suspeitos de estarem a planear um atentado no centro de Paris, avança a estação de televisão TF1.

© Charles Platiau / Reuters

Três homens e uma mulher foram esta madrugada detidos num bairro do centro de Paris, no XVIII bairro, e no subúrbio Seine-Saint-Denis. Já estavam referenciados pelas forças de segurança francesas como radicais islâmicos.

Segundo a TF1, foram apreendidos munições para arma automática e equipamento informático.

Entre os suspeitos estão Aytac e Ercan B., dois irmãos franceses de origem turca e Youssef E., um islamita já conhecido dos serviços secretos.

Este francês de 28 anos foi condenado a cinco anos de prisão em março de 2014. Tinha sido detido dois anos antes no aeroporto Saint-Etienne na companhia de dois cúmplices, quando se preparavam para partir para a Síria para se juntarem a grupos jihadistas.

Youssef E. foi libertado em outubro de 2015 e estava em prisão domiciliária desde 29 de fevereiro no âmbito do estado de urgência decretado pelo Governo. A sua companheira também foi detida esta manhã.

Após uma busca aos apartamentos, os investigadores referiram ter confiscado munições de Kalachnikov, uma pistola de alarme, material informático e um cofre. A prisão preventiva pode prolongar-se no total por 96 horas.

  • "Nada mais há a dizer" sobre a Caixa
    0:13

    Caso CGD

    O primeiro-ministro voltou esta segunda-feira a dizer que já não há nada para discutir, na polémica sobre a entrega de declarações de património dos gestores da CGD. Foram as declarações de António Costa, na Cidade da Praia, à margem da quarta cimeira bilateral entre Portugal e Cabo Verde.

  • Venda do Novo Banco terá que ser negociada em Bruxelas
    0:43

    Economia

    A venda do Novo Banco vai ter que ser negociada com Bruxelas, uma vez que o Lone Star planeia agora ficar com 65% da instituição, obrigando o Estado a manter uma posição no banco. O ministro das Finanças lembra que esta também era uma possibilidade mas salienta que o assunto está nas mãos do Banco de Portugal.

  • O atentado na Suécia inventado por Donald Trump
    2:12
  • Primeiro-ministro sueco "surpreendido" com as declarações de Trump
    0:53

    Mundo

    O primeiro-ministro sueco ficou surpreendido com as declarações de Donald Trump, que, no fim de semana, se referiu a um suposto ataque terrorista no país escandinavo, relacionado com a imigração. Stefan Löfven fala na responsabilidade de usar os factos correctamente e diz que é preciso verificar a informação que é divulgada.

  • Angelina emociona-se ao falar da separação de Brad Pitt
    1:25
  • Modelo obrigada a prometer que não volta a arriscar a vida numa sessão fotográfica
    1:46